Compartilhe esta página no Facebook

Compartilhe esta página no G+

Pesquisar no site

Por Que Jesus Não Voltará (O Equívoco de Jesus)

Pintura de Rafael (1499-1502)
A Bíblia é a fonte original das informações sobre a vida de Jesus, nela encontram-se narrativas que exaltam seus feitos e doutrinas, porém, esta mesma Bíblia, venerada por 2.2 bilhões de seguidores de Cristo, revela uma dura realidade que poucos desejam ver e torna vã toda a fé cristã: O equívoco de Jesus sobre sua volta.

Jesus acreditava que iria voltar enquanto os apóstolos ainda estivessem evangelizando

Embora admitisse não saber o dia e nem a hora de seu retorno, Jesus 
afirma que voltaria antes que os apóstolos terminassem de evangelizar as cidades de Israel:

"Ora, os nomes dos doze apóstolos são estes: primeiro, Simão, chamado Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu (...). A estes doze enviou Jesus, e ordenou-lhes, dizendo: Não ireis aos gentios, nem entrareis em cidade de samaritanos (...). Quando, porém, vos perseguirem numa cidade, fugi para outra; porque em verdade vos digo que não acabareis de percorrer as cidades de Israel antes que venha o Filho do homem" (Mateus 10:2-23).

Teólogos cristãos procuram explicar esta questão de três formas:

(1) O sítio de Jerusalém pelas tropas romanas no ano 70 d.C. é um primeiro retorno de Jesus na forma de corretivo pela rejeição do povo judeu. Nesta época alguns apóstolos ainda estavam vivos e ativos. 

Talvez porque alguns textos bíblicos se refiram à "visita" de Deus através de pestes, catástrofes e guerras, alguns acreditem que Jesus veio desta forma quando o exército romano, sob o comando do general Tito, sitiou e invadiu a cidade de Jerusalém no ano 70 d.C. O problema é que Jesus mencionou tribulações, guerras e fomes como precursoras de sua vinda, nunca como sua própria vinda. O sítio à cidade de Jerusalém foi apenas mais uma conquista do Império Romano em ascensão, marcada por terror onde, dentro dos muros de Jerusalém, mães matavam os próprios filhos para saciar a fome.

(2) Jesus sabia que os apóstolos iriam morrer antes de conseguirem evangelizar todas as cidades de Israel, mas disse que voltaria enquanto estivessem evangelizando para mantê-los motivados.

Quanto a Jesus ter sido desonesto em afirmar que viria enquanto os apóstolos estivessem evangelizando para incentivá-los à evangelização, não faz sentido, pois pregava que ele mesmo era a verdade.

(3) Jesus falava não somente aos apóstolos, mas a todos os pregadores de todos os tempos.

Sobre a alegação de que Jesus se referia aos pregadores do futuro, e não somente aos apóstolos, é violentar um texto exclusivamente literal. Observe que Mateus 10, além de utilizar-se da frase "a estes doze" (v. 5), informa como âmbito de atuação "as cidades de Israel" (v. 23) excluindo gentios e samaritanos, ou seja, os estrangeiros; logo, não se referia a evangelistas de hoje que são bem mais que 12 e cujo objetivo são todos os povos e cidades da Terra. Alguns se utilizam de Mateus 28.20 ("estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos") para apoiar uma crença que permite centenas e até milhares de anos para o retorno de Jesus. Entretanto uma passagem de Hebreus deixa claro que os cristãos da época consideravam a consumação dos séculos o tempo em que viviam"Agora na consumação dos séculos" (Hebreus 9.26). Uma expressão equivalente à "consumação dos séculos" é "tempo do fim" encontrada em Daniel 12.9, a qual elimina uma interpretação equivocada induzida pela palavra "séculos". Os primeiros cristãos foram instruídos pelos apóstolos que já estavam no tempo do fim.

Infelizmente a autoridade de Jesus, quando afirma que alguns de seus apóstolos estariam evangelizando em seu retorno, é posta em dúvida pelo forte desejo de sua volta por parte dos discípulos hodiernos. O fato é que o Filho do homem, como Jesus se autodenominava, não voltou conforme prometido, o que torna vã qualquer esperança posterior.

Jesus afirma que alguns de seus ouvintes não morreriam fisicamente até seu retorno

"Porque o Filho do homem há de vir na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então retribuirá a cada um segundo as suas obras. Em verdade vos digo, alguns dos que aqui estão de modo nenhum provarão a morte até que vejam vir o Filho do homem no seu reino." (Mateus 16.27,28; Marcos 9.1 e Lucas 9.27 - tradução de Almeida atualizada).

Essas palavras foram direcionadas a pessoas que estavam presentes em um discurso de Jesus. Nesta oportunidade ele afirma que alguns de seus ouvintes não morreriam antes que ele voltasse, o que sustenta a primeira afirmação na qual ele diz que os apóstolos ainda estariam evangelizando na sua volta. É interessante observar que Jesus faz questão de afirmar que "de modo nenhum" alguns morreriam antes que ele voltasse, ou seja, não sofreriam nenhum tipo de morte, quer física, quer espiritual.

Apologistas cristãos dizem que Jesus se referia à transfiguração ocorrida poucos dias depois, acerca da qual alguns apóstolos foram testemunhas, porém, na transfiguração, Jesus sequer havia partido para voltar na companhia de anjos para julgar a humanidade segundo suas obras. Portanto a transfiguração e o retorno do Filho do homem são ocasiões distintas.

Todos os ouvintes e testemunhas oculares de Jesus morreram e ele não voltou como previu.

Jesus acreditava que voltaria na mesma geração em que viveu

Ao tecer comentários sobre um futuro próximo de tribulações generalizadas seguidas por seu retorno, Jesus faz uma terceira declaração: "Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas essas coisas se cumpram" (Mateus 24: 34).

A defesa dos apologistas acerca desta passagem é a seguinte: 'Jesus estava falando sobre a geração na qual os fatos ocorreriam, uma geração posterior a dos Apóstolos'. Mas as gramáticas grega (lingua original) e portuguesa não permitem tal interpretação. A palavra "esta" (grego: αυτη) indica espaço de tempo no qual se inclui o momento em que se fala e "geração", neste contexto, significa o conjunto dos indivíduos nascidos pela mesma época. Se Jesus estivesse se referindo a uma geração futura, usaria a palavra "essa" ou "aquela" (grego: óti). Jesus usou a expressão "esta geração" porque acreditava que iria voltar na geração em que viveu, confirmando outras duas afirmações sobre sua vinda enquanto alguns de seus ouvintes e apóstolos ainda estivessem vivos.

A geração na qual Jesus viveu passou sem que ele voltasse como havia prometido.

Os primeiros cristãos acreditavam que era necessário estar vivo para ser salvo, se desesperavam pelos parentes que morriam e demonstravam impaciência pela demora de Jesus

Na cidade de Tessalônica os cristãos estavam tristes com a morte de alguns por acharem que não seriam salvos por terem morrido. Era lógico pensar assim porque o testemunho dos apóstolos dizia que Jesus voltaria (1) enquanto estivessem evangelizando, (2) durante a vida de alguns dos seus ouvintes e (3) naquela geração. Então o apóstolo Paulo precisou consolá-los com as seguintes palavras:

"Não queremos, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais (...), os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos seremos arrebatados juntamente com eles, nas nuvens, ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor." (I Tessalonissenses 4:13-18).

Conforme o texto supracitado, Paulo levanta a hipótese de que alguns leitores de sua carta e ele mesmo ainda estariam vivos na volta de Jesus, e os que tivessem morrido ressuscitariam para serem salvos juntamente com os que haviam permanecido vivos. Observe que Paulo não cria uma (segunda) ilusão de salvação futura, milênios depois, como os cristãos atuais esperam em vão.

Em outra ocasião, na segunda carta universal de Pedro, ele faz referência a impaciência de alguns acerca da volta de Jesus e tenta explicar tal demora argumentando que Jesus não estava retardando a sua volta, mas aguardava a conversão de todos que deveriam ser salvos sem deixar de cumprir a promessa (II Pe 3.9). Qual promessa? Que voltaria logo, enquanto os apóstolos estivessem vivos, não 100 nem 2.000 ou 4.000 anos depois.

Registros tardios sobre Jesus demonstram a crença em sua volta iminente

Estudos históricos e arqueológicos revelam que somente em torno de 50 anos após a morte de Jesus começaram a surgir no seio do povo proto-evangelhos em nome dos apóstolos. Qual o motivo desta demora na compilação dos Evangelhos e de todo o Novo Testamento? A resposta está na convicção que os evangelistas e os apóstolos tinham de ainda estarem vivos e evangelizando no evento da volta de Jesus conforme este ensinara, não havendo necessidade de registros escritos. Mas, ao perceberem que após décadas seu mestre não retornara, alguns resolveram registrar suas crenças em pergaminhos antes que viessem a falecer.

Considerações finais

Se Jesus tinha a personalidade e o caráter apresentados na Bíblia, é pouco provável que tenha mentido para incentivar os apóstolos à evangelização, que tenha olhado cinicamente nos seus olhos e os tenha enganado dizendo que alguns presentes estariam vivos no seu retorno. É difícil acreditar que 12 pessoas tenham entendido mal as orientações de alguém que conheciam e mantinham grande amizade durante anos, e passaram a pregar, por engano, que ele voltaria naquela geração. A existência de textos bíblicos contradizentes às palavras de Jesus sobre sua volta iminente é explicada, primeiro, pela dificuldade de seus seguidores em admitir que alguém tão singular tenha cometido um engano e, segundo, pelas alterações sofridas pelo Novo Testamento durante os 4 primeiros séculos da era cristã, cessadas tardiamente após o concílio de Cartago III em 397 d.C., o qual foi uma atitude desesperada dos líderes cristãos da época para cessar as constantes alterações de seus escritos sagrados. É razoável pensar que se Jesus existiu era humano e cometeu naturalmente equívocos por um ideal. O fato de a própria Bíblia conter evidências de que Jesus deveria ter voltado para seus contemporâneos, conforme suas próprias palavras, deveria ser motivo de séria reflexão para aqueles que hoje investem suas vidas, tempo e dinheiro no cristianismo.

Ver também O novo Testamento, Jesus e Michael Jackson, Profecias: Como são Produzidas e A Aposta de Pascal.

86 comments:

  1. O que eu quiz dizer explicando melhor eo seguinte:
    O Sr. pode até expor os teu motivos porque não crer em Deus ai sim.
    Mas se formos discutir profecias bilbicas pra cada interpretação do Sr, eu dou uam contrária e assim os demais comentaristas aqui do blog.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Então refute a explicação acima. Para mim é esclarecedora, e olhe que passei mais de dez anos na igreja sem esse esclarecimento.

      Delete
    2. Caro Águia, boa tarde. Realmente Você (se as conclusões acima foram só suas) está totalmente equivocado, Suas alegações estão desfocadas e desalinhadas de quaisquer estudos contextuais da Palavra de Deus. Só um exemplo: no tópico I acima (Mt10:23), a partir do verso 17 Jesus não estava mais se referindo aos dias em que eles estavam vivendo e sim aos dias futuros, se referindo a todos os crentes que viriam ainda pregar a Palavra, e isto ainda não acabou! Veja no texto paralelo de Marcos o Senhor disse, “Mas é necessário que primeiro o evangelho seja pregado a todas as nações” (13.10). Muito embora aqui o Senhor tenha incluído gentios e judeus, o princípio é claro: antes do fim do mundo, as nações – inclusive Israel – serão evangelizadas.
      O próprio Mateus registrou algo similar: “E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim” (24:14).
      O apóstolo Paulo mencionou ainda que “todo o Israel” seria salvo antes da consumação (Rm 11.25-27). É impressionante como pessoas como Você passam a frente (embora tenham o direito, tenho que respeitar isto) idéias absurdas como as alegadas acima no seu texto, que vão contra interpretações corretas de cristãos ao longo de toda história do cristianismo (não estou me referindo aos católicos, mas aos cristãos autênticos), que com certeza foram muitos MILHÔES de pessoas iluminadas pela Verdade. E aí aparecem pequenos grupos de pessoas como Vocês, achando que estão com a verdade, que são os únicos que entenderam certo os textos sagrados. Vc está certo quando aponta homens hediondos que ao longo da história comercializaram o evangelho de Jesus, eles ainda existem e vão sempre existir até que Jesus volte(Ele voltará, creia Vc ou não). Mas Vc e os seus discípulos estão errados quando, baseados em textos de maior dificuldade de compreensão nas escrituras (mas totalmente lógicos, verdadeiros e harmônicos entre si), distorcem a Verdade apresentando mentiras. Saiba, queira Você ou não, estarei orando para que um dia, antes de sua morte, Vocês venham a ter um encontro pessoal com Jesus Cristo, Aquele que é Perfeito e nunca se anganou ou se enganará, e sejam salvos por Ele. Forte abraço

      Delete
    3. Paulo Rocha, Boa Tarde!
      Creio eu que, a pessoa equivocada é o Sr., vc disse que a partir do v.17 jesus esta se referindo a tempos futuros, aos crentes que ainda pregariam a palavra, mas o que esta escrito é "porque em verdade vos digo que não acabareis de percorrer as cidades de Israel sem que venha o Filho do homem" como o Sr. pode ler, CIDADES DE ISRAEL, e não São Paulo, Campinas e Etc.
      Outra coisa, você sabe qual o conceito de geração?
      "Espaço de tempo que separa cada grau de filiação: cada século compreende cerca de três gerações, por exemplo, os pais representam uma geração, os filhos representam a geração seguinte. Considera-se como período de tempo de cada geração humana cerca de 25 anos...agora veja...
      Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam. Mateus 24:34

      Na verdade vos digo que não passará esta geração, sem que todas estas coisas aconteçam. Marcos 13:30

      Em verdade vos digo que não passará esta geração até que tudo aconteça. Lucas 21:32
      Quem distorce as coisas é vc e seus crentelhos...animal!

      Delete
    4. Achei o texto muito interessante e respeito a opinião de todos. Porém temos que analisar todas as frases, textos, falas e etc das escrituras que dizem respeito ao assunto.

      Segundo a bíblia nem Jesus Cristo sabe o dia da volta, já começa por aí, só Deus sabe.

      Quando Jesus fala de sua volta ele mostra quando ela estará próxima e quando fala em geração não se pode entender como a geração da época, Jesus está falando de uma geração específica em que o seu retorno seria iminente e não na geração dos ouvintes. Também alguns textos dizem respeito a sua volta depois de ressurreto.

      Delete
  2. Adamantdog... então dê! E veremos todos nós se suas contraposições são coerentes. Além do mais os sites evangélicos são rídiculos ao falar sobre a bíblia, não há uma coerencia de interpretação entre eles, cada um cria sua própria interpretação, sendo assim por que este blogueiro não pode expor sua interpretação!?

    ReplyDelete
    Replies
    1. ADAMANTDOG4:50 PM

      Exatamente isto que eu quiz dizer

      Delete
  3. Ao Sr. anônimo acima:
    A quase totalidade dos céticos e ateus são a favor dos sentimentos nobres como o amor e solidariedade, tanto que comprovadamente ateus são muito menos violentos que religiosos, além de sermos mais pacíficos não podemos aceitar que estes sentimentos sejam usados em prol de mitos populares ou para se ganhar dinheiro com a fé de pessoas ignorantes. O autor do post acima prova que a propria bíblia admite que a volta de jesus, com todo seu amor e exemplos de boa conduta, é um mito que nunca se concretizará.

    ReplyDelete
  4. Leia apocalipse e fala se muita coisa ja nao esta se cumprindo??? Jesus vai vir na hora q agente menos espera...

    ReplyDelete
    Replies
    1. Se você não sofre do problema tão comum neste país que é não saber interpretar texto, ou seja, se você não é analfabeta funcional, releia as palavras que Jesus teria pronunciado para profetizar sua volta em Mateus, 24-34: "Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam". Não aconteceram. Jesus teria mentido deliberadamente ou estava equivocado? Tanto num caso como no outro demonstrou não ser deus. Se você ainda crê que ele voltará, lamento, mas é ingênua e gosta de ser enganada.

      Delete
    2. Não sei se ainda existe e se ainda pensas assim... Tudo q quero é a sua salvação... Mas quero te dizer para parar de pensar na palavra geração de homens... Pense como geração de Deus... Por exemplo se vc pensar em geração, do jeito q penso neste caso q é, não haverá uma geração bíblica depois de Cristo, entende??? Não virá mais nada da Bíblia dps da geração de Cristo, que eram aquelas pessoas que estavam ali ouvindo Ele... E até hoje nos ouvimos Ele, através da palavra e não virá mais nenhuma geração, n sei se vai dar para compreender... Mas pelo menos tentei

      Delete
  5. Simples meus irmãos. Nosso Senhor esteve falando o tempo todo de sua ressurreição, ou seja, primeira vinda. Para a segunda vinda Ele deixou o sinal do lenço dobrado.

    ReplyDelete
  6. Caçador de asnos6:20 PM

    A inspiraçao da bíblia depende da ignorância da pessoa que a lê.
    -- Robert Ingersoll

    ReplyDelete
  7. jesus faz parte de uma crença, crença é crença, crença não é realidade, a crença no deus apolo, em afrodite, em tupi, em sol, em rá, etc..não o tornam reais, assim é como o deus bíbico uma ideia, um mito inventado, apenas uma crença, precisamos acordar e vivermos como humanos com humanismo e efetivando os direitos humanos, sem crenças, afinal: guerras, crimes, miséria... são produtos da religião = crença.

    ReplyDelete
  8. Zaslon11:34 AM

    A bíblia em si é altamente simbólica, considerem entender a bíblia como uma etapa da sua evolução neste planeta. Façam isso e entenderão o que é Deus e quem foi o verdadeiro Jesus. Se preparem para o pós morte, a pessoa presa à 1 linha de pensamento é muito limitada.

    O meu conselho é que façam o bem, busquem o conhecimento e não fiquem presos ao materialismo desta realidade cheia de vaidades. Encontrando o nada ou Deus do outro lado nos daremos bem.
    Eu não me arrependerei de ter cultivando bons valores mas a maioria poderá dizer "eu poderia ter zuado muito mais, eu poderia ter ido com mais mulheres comprometidas pra cama, eu poderia ter usado mais drogas, eu poderia ter enganado mais pessoas..." Tem gente que está no mundo pra isso né.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Você está confundindo ateísmo com falta de moralidade. Já alguém disse que se para sermos bons seria preciso temer o castigo ou merecer a recompensa, então seríamos mesmo uns pobres coitados, Ou cães adestrados. Se a religião desse moral a alguém, por que os maiores crimes da humanidade foram cometidos em nome de Deus?

      Delete
  9. eu já disconfiava disso des de quando eu era crente que jesus não vai voltar mesmo, mais de 2000 anos e nada!!!!!!... haushausrsresheshs

    ReplyDelete
    Replies
    1. Vc quer compará o tempo de Deus com o nosso? Mil anos para Deus é como fosse um dia, então conte quantos anos tem 2016 para Deus.

      Delete
  10. Jerson Ataíde10:39 PM

    Já fazia um tempo que eu não botava o pé na igreja, agora que não vou comparecer mesmo nessa roubada. Texto excelente muito esclarecedor!

    ReplyDelete
    Replies
    1. pode ser,mas quando a morte bater em tua porta,o que irás fazer ..? afinal não precisas da igreja,de Cristo,não é mesmo??

      Delete
    2. Eu não sei o que ele vai fazer, mas respondo por mim: Chamarei um padre e um pastor, mandarei um para a minha esquerda e o outro para a direita, abrirei os braços e direi "Quero morrer como Cristo: Entre dois ladrões". E se os cretinos chiarem, lhes mandarei enfiar a Bíblia no traseiro. Se couber. Amem e aleluia.

      Delete
  11. A biblia esta repleta de interpretação tendenciosa o ateu interpreta ao seu ponto de vista , o evangélico ao seu, mas referente ao texto acima o autor não leva em consideração a espiritualidade contida na fala de Jesus,em espirito ele estava e esta sempre com seus seguidores e sua igreja( católica apostolica romana).

    ReplyDelete
  12. fico triste quando vejo pessoas como você que não crer em Deus criador, também já fui como você mas hoje conheço a verdade em relação esse seu assunto ae em pauta eu lhe respondo com apenas um versículo da biblia aonde explica tudo o que você que saber, você só procurar o que que enxergar mas a verdade você esconde de si mesmo, por que em;

    Quanto ao dia e à hora ninguém sabe, nem os anjos no céu, nem o Filho, senão somente o Pai.
    Marcos 13:32

    Amém ...

    ReplyDelete
    Replies
    1. André Luiz12:15 AM

      em nenhum momento o autor disse que jesus disse o dia e a hora que vinha, muito boa a postagem, bem clara.

      Delete
    2. Pelo jeito, nem o Espírito Santo. Mas é engraçado. O texto a que você se refere demonstra à evidência que Deus não é uno e trino. Já reparou? Desmente a Santíssima Trindade monoteísta. O cristianismo é triteísta, para não chamar de poli. Bem que eu desconfiava. Obrigado pelo esclarecimento, cristão.

      Delete
  13. mais pra ter uma entidade ou um criador de tudo e mesma coisa que pensar que o universo foi criado sozinho. o criador próprio se fez? e quem o fez? e dai por diante nao acho logico ter a ideia de um criador

    ReplyDelete
    Replies
    1. Alfredo6:40 PM

      Todos as características dada a Deus somente existem por que nós existimos, uma vez nós não existindo não seria possível considerar estas características a ele sendo que ele também é racional a até mesmo ele assim sendo dotado de todo o saber, sabe que tais predicativos não se aplicam quando você mesmo os aplica a si, considerando que precisa de nós para ser o que é, como posso dizer que ele não veio de nós se o inverso parece impensável ainda que não há resposta da origem do universo e que a a teoria divina é a que melhor se encaixa....

      Delete
  14. Papo Reto12:11 PM

    A diferença xará é que a evolução é comprovada pela ciência. Aprendi na escola que a teoria da evolução não estuda a origem de tudo, mas apenas constata e estuda o fato em si, que é a evolução das espécies. falar que a teoria da evolução é o sobre a origem da vida ou do universo é conversa fiada dos inventores do criacioburrismo que acham que gibiblia é livro científico!

    Se vc não tem conhecimento profundo do assunto é melhor estudar antes de achar que sabe jogar xadrez. Agora, se você acha que existe um criador, faz o seguinte: PROVE.

    Sem resposta de conversinha ok. Apenas prove.

    Papo reto não?

    ReplyDelete
    Replies
    1. Papo Reto4:16 PM

      Anônimo, você sabe o significado do que seja provar alguma coisa? Você não provou nada até agora. E não estou nervosinho. Mas acho que peguei mais um merda que não sabe do que fala.

      Delete
    2. Papo Reto10:09 PM

      É mesmo um adolescente.

      Delete
    3. Papo Reto10:12 PM

      Aprendeu a falar primícias ontem e deve achar a palavra mais bonita do mundo. Resolve tudo. Sei!

      Delete
    4. Papo Reto11:18 PM

      Como provar que algo que não existe, não existe? Vc ainda não entendeu uma coisa criança, quem afirma deve provar. Isso foi o que lhe propus laaaaaaaaaaaaaá no começo! Burrice devia doer!

      Delete
  15. Alfredo12:46 PM

    Eu queria saber mesmo uma coisa para que Deus então nós criou? Por amor ta certo mas o resposta mais fofinha essa, mais parece que ele nos criou então por se sentir sozinho, para se entreter como nossas agonia e defeitos e a forma como lidamos com eles por que se pensar, ser p único ser e superior e infinito parece ser chato demais né não, se a vida é apenas um teste para nós subirmos lá por que ele não nos deixou logo lá com ele se ele já sabe quem o segui e quem não pois ele sabe de tudo, característica que conflita com o livre arbítrio ele não deveria saber o que a gente irá fazer, além que o mesmo n verdade é bem falso no momento que você não pode fazer o que quiser se sabe que se vai dar mal né, irá para o inferno, não quero dizer que é pra fazer tudo agora mas mesmo pequenas coisas que não nos afeta tanto que são considerados pecados e são até necessários como o simples fato de mentir, se coloca na ação de iludir enganar alguém, sendo assim pecado mas é necessário, em várias ocasiões, vamos pegar uma bem simples, seu filho ainda criança lhe pergunta de onde vem os bebês, quero ver se você vai dizer a verdade ou dizer para o mesmo que papai noel não existe, complicado né e você peca e precisa disto. Os que seguem a bíblia não tem ideia que é querer ser perfeito sendo que nunca serão, e ainda a seguem parcialmente pois se seguisse ao pé da letra é válido que sua vida se resumira apenas na igreja, não deveria nem se quer estudar pois o conhecimento o qual estudamos é considerado secular e isto na bíblia não é considerado bem visto. Além de todas a contradições que a bíblia apresenta e até erros quando apoiar a escravidão e tornar a vida difícil para o homossexual que o qual somente se torna a se - lo não por simplesmente quer pois se assim fosse ninguém seria, por causa do tamanho preconceito, mas por ser assim desde criança mostra os trejeitos de afeminado. Como seguir algo que em bases de interpretações pode segurar atitudes horríveis pois se a interpretação permite não seria errado.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Eu, particularmente, não creio que a Bíblia seja um código de Moral, pois não podendo ser aceita como um todo - pois há citações sobre violência que contradizem o contexto de Amor Cristão - e realmente repudio quem persegue os homoafetivos. Não aceitá-los é um direito, mas é um dever haver respeito por quem são ou pela escolha que fizeram, dependendo da motivação do indivíduo. Não havendo prejuízo aos outros, cada um pode fazer o que quer. Como alguém gostar ou amar outro ser humano (na medida do saudável, sem obsessões) pode ser algo ruim? Por quê seria algo ruim?
      Quanto ao aspecto do livre arbítrio, creio no seguinte: Deus deu ao homem a liberdade de escolha, o que implica que ele não tem controle total sobre as rotas que escolha seguir, embora ele saiba de todas e como as escolhas que fizer o levará à tais destinos. Essa é a diferença. A crença do livre-arbítrio baseia-se no fato que não somos "personagens de um jogo" no qual o Jogador (Deus) tem poder absoluto por suas ações. Ele, portanto, nos fez ante sua imagem e semelhança mas quis que pudéssemos escolher e conhecer a verdadeira Fé, que não é imposta. Mas eu não acredito num Deus que deixaria de salvar almas que fazem boas obras por convicção por não serem elas autodenominadas cristãs, fazendo do centro das suas vidas a propagação do Amor e da Bondade. Não acredito num Deus que levaria ao inferno casais homossexuais por "crime" têm Amor verdadeiro. Não acredito num Deus que faz a todos sofrer por prazer, causando catástrofes. Não acredito num Deus que exija sacrifícios humanos para se satisfazer. Que Deus é esse que se contradiz quanto a sua essência de Amor puro e divino?
      Creio que o que nos leva à Destruição ou à Iluminação são nossos próprios atos. O que fazemos e o que pensamos é nossa responsabilidade apenas, creia você em um Deus ou Deusa ou não. Está nas nossas mãos o futuro da Humanidade e de todo o Planeta.
      Ah, somente um pequeno ponto aqui: A Natureza possui sua própria Dinâmica para se autossuntentar e permitir que a vida se propagasse por milênios e milênios, sempre se renovando. Até que ponto Deus tem controle sobre a Natureza? Até que ponto nossa inserção nesse planeta é Divina? Até quando teremos a proteção de Deus sobre esse planeta e toda a sua vida aqui? São dúvidas as quais não sei responder...

      Delete
    2. This comment has been removed by the author.

      Delete
  16. Bom dia a todos...

    A mensagem de Jesus em sua maioria, sempre FOI PROFÉTICA (projetava o futuro). Mesmo porque, Ele usava parábolas, pessoas, situações, p/ alcançar os demais objetivos de sua mensagem futura: Exemplos:
    A ceifa é o fim do mundo... Os ceifeiros são os anjos, etc...Mateus 13:39.
    Da mesma forma, o próprio Jesus disse à multidão que derrubaria O TEMPLO EM TRÊS DIAS, e também não o fez MATERIALMENTE E NEM NAQUELE MOMENTO; e nem por isso Ele mentiu.
    Pois o Templo referido, não era o material, senão o espiritual derribado mais tarde na cruz: O Templo do seu corpo. (João 2:19 a 21).

    Portanto, quando Jesus se dirigiu aos seus discípulos dizendo que voltaria p/ eles, naquele momento, sob o ponto de vista humano dos seus, os quais, ainda não conheciam a revelação dos propósitos Divinos; de fato a mensagem aludia ser somente p/ eles e naqueles dias.

    No entanto, o autor que levantou a questão, se perdeu no fator “TEMPO” ao ignorar que cerca de 3.5 anos mais tarde, no final do Ministério terreno de Jesus, os próprios discípulos já tinham uma visão melhor dos mesmos fatos proféticos, e sabiam claramente que aquele mensagem, não se cumpririam em seus dias, mas NOS FINAL DOS TEMPOS.
    “E, estando assentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Dize-nos, quando serão essas coisas, E QUE SINAL HAVERÁ DA TUA VINDA E DO FIM DO MUNDO?
    E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane”. Mateus 24:3-4

    Portanto, querer pré-julgar os propósitos Divinos, baseado apenas na ótica humana, ou baseado num texto sem contexto profético, e ainda por cima, fora de seu “TEMPO PROFÉTICO”, é um erro grasso, uma verdadeira forçassão de barra das Escrituras.
    No entanto, no teu caso que és ateu, dá para dar um desconto!

    Dúvidas escatológicas: E-mail: Jaime.ap@hotmail.com

    Abraços,
    Jaime e Júlio

    ReplyDelete
  17. Cacoal10:38 PM

    Aí cara, Você é O Cara! Cheguei aqui através de um link no site Deusilusão, também muito bom. Esta postagem justifica todo o seu site. Já li muito sobre teologia e nunca vi raciocínio semelhante e esclarecedor, isso explica tudo sobre a esterilidade do cristianismo prático. Estou lendo simplesmente tudo. Excelente! Parabéns!

    ReplyDelete
  18. Todos os textos aqui colocados se referem a uma interpretação puramente literal e isolada de meia dúzia de versículos. Nenhum deles faz com que o entendimento sobre a vinda iminente de Jesus seja derrubado. Lamentável.

    ReplyDelete
  19. O texto acima exposto revela uma total falta de discernimento, vontade própria, sustentando a completa evidência do pressuposto contraditório.

    “E em verdade vos digo que, dos que aqui estão, alguns há que não provarão a morte até que vejam o reino de Deus.” (Lucas 9:27)

    Nos evangelhos sinópticos a declaração de vigília, precede, imediatamente, o evento da transfiguração, seis dias antes.

    “Porque não vos fizemos saber a virtude e a vinda do nosso Senhor Jesus Cristo, seguindo fábulas artificialmente compostas; mas nós mesmos vimos a sua majestade. Porquanto ele recebeu de Deus Pai honra e glória, quando, da magnífica glória, lhe foi dirigida a seguinte voz: Este é o meu Filho amado, em quem me tenho comprazido. E ouvimos esta voz, dirigida do céu, estando nós com ele no monte santo.” (2ªPedro 16:18)

    Ver o Reino de Deus é reconhecer a realeza do Senhor ressuscitado. A Transfiguração, momento literal na existência, vai ser um anúncio da glória preexistente. Esta visão não se complementa no tempo vetorial de espaço, é um quadrimomento sempre presente (sem a ilusão do tempo).

    Senão, vejamos:

    “E abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos, que dormiam, foram ressuscitados; E, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele, entraram na cidade santa, e apareceram a muitos.” (Mateus 27:52-53)

    Nota que, tudo acontece, depois da Ressurreição.


    ReplyDelete
    Replies
    1. E você crê que tudo isso aconteceu de verdade?! Se burrice garantir acesso ao paraíso, seu lugar está assegurado. Numa coisa Jesus estava certo: O Céu é mesmo dos pobres de espírito, além de ETs e astronautas.

      Delete
    2. This comment has been removed by the author.

      Delete
  20. Não é assim que se faz teologia. Pedro sempre soube que morreria sem antes ver Jesus descendo em glória. O próprio Jesus profetizou e disse claramente que Pedro honraria o dia do Senhor, através da morte.

    Tendo como fundamento os relatos dos evangelhos, o autor deste blog contradiz-se em suas próprias afirmações. Sendo que, os quatro evangelhos foram redigidos depois da pregação oral, a pressuposição de conhecimento prévio, tendo por base o posterior testemunho escrito, é insustentável.

    Deste modo, seguindo o estranho raciocínio do autor do blog, os evangelhos teriam que conter, pela força das circunstâncias, “o distante acontecimento da glória imanente”. Porem, é constatado no texto acima, evangelistas contando uma história, tendo em conta os futuros vaticínios antecipadamente consciencializados.

    “Sabendo primeiro isto: que nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências, e dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? Porque, desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação.” (2ª Pedro 3:3-4)

    “E tende por salvação a longanimidade do nosso Senhor, como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada; Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição.” (2ªPedro 3:15-16)

    Os Apóstolos, nunca pregaram uma mensagem de iminência, todos, incluindo Paulo, sabiam que morreriam primeiro. assim sendo, Paulo recebe, com antecedência, a informação de sua morte para este mundo.

    “Porque eu já estou sendo oferecido por aspersão de sacrifício, e o tempo da minha partida está próximo. Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas, também, a todos os que amarem a sua vinda.” (2ªTimoteu 4:6-8)

    “Mas o Espírito expressamente diz que, nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demónios, pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência.” (1ªTimóteo 4:1-2)

    ReplyDelete
  21. É bem verdade que discutir religião não leve a lugar nenhum, mas discutir as religiões...

    As alegações dos judeus para não aceitarem o Cristo são várias. Duas me chamam atenção:

    - A idéia cristã da Trindade Divina divide D'us entre três entes distintos: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Mateus 28:19). Constrastando isto com o Shmá, a das bases da crença judaica: "Ouve Israel, o Senhor é nosso D'us, o Senhor é Um" (Deuteronômio 6:4).

    - O Messias levará o Povo Judeu para o cumprimento total das leis da Torá. A Torá declara que todas as mitzvot (os 613 mandamentos dos judeus) são eternas, e qualquer um que venha para mudá-la é imediatamente identificado como falso profeta. (Deuteronômio 13:14).

    Fonte: Webjudaica - Porque os Judeus Não Acreditam em Jesus

    Agora vejam o que há em outra página do mesmo site:

    Ao contrário de muitas outras religiões, o Judaísmo não exige que todas as pessoas se convertam à religião Judaica. Maimônides explica que qualquer ser humano que fielmente observar os "7 Mandamentos de Noé" ganha um lugar próprio no céu. A Torá de Moisés é uma verdade para toda a humanidade, seja Judeu ou não.

    A Torá prescreve que os não-Judeus devem seguir os "7 Madamentos de Noé", que são:

    1. Não assassinarás.
    2. Não roubarás.
    3. Não adorarás falsos deuses.
    4. Não praticarás imoralidade sexual.
    5. Não comerás os membros de um animal vivo.
    6. Não amaldiçoarás D'us
    7. Organizarás tribunais e trarás os transgressores à justiça.

    Fonte: Webjudaica - Os Sete Mandamentos de Noé

    CONCLUSÃO

    Com exceção do item 3 dos mandamentos de Noé, se considerarmos que estamos sujeitos a transgredir todos os outros, basta que um ateu não amaldiçoe Deus para ter mais chances de ir ao céu do que um Cristão, já que os judeus consideram Jesus um falso deus, ou, mais especificamente, um falso profeta.

    OBSERVAÇÃO

    Todo o rodeio foi para que o parágrafo anterior não ficasse no ar. Além disso, pesquisei os versículos na bíblia cristã e percebe-se que, apesar de parecidos, as citações em Deuteronômio 6:4 se conflitam:

    Deuteronômio 6:4 - Ouve, Israel, o SENHOR nosso Deus é o único SENHOR.
    Deuteronômio 13:14 - Então inquirirás e investigarás, e com diligência perguntarás; e eis que, sendo verdade, e certo que se fez tal abominação no meio de ti;
    Mateus 28:19 - Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;

    Nem precisaria dizer que os judeus consideram sua Escritura a original. De qualquer forma, me corrijam se entendi errado.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Francisco, você tem razão em chamar Jesus de falso Deus, mas em vez de falso profeta seri mais correto chamá-lo de falso Messias.Claro que o cristianismo se contradiz ao juntar no mesmo balaio evangelhos e antigo testamento. O deus de Moisés é único e indivisível. Cristianismo e politeísmo.

      Delete
  22. Por ventura não leram o próximo versículo (35) O céu e a terra passarão, mas minhas palavras não hão de passar. Passaram-se quando milênios e todos aqui cumprindo com a profecia. Quantos livros já leram, todos vocês? E quantos aqui leu (todo) o livro da vida? Ora, como pode falar da casa? Quantos quartos tem? E como são? Sem ter a conhecido? Primeiro entre na casa, veja com os seus olhos
    e assim saberá como ela é por dentro.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Se tomarmos como certo que as profecias de Mateus 24 referiam-se à geração de Jesus, o que se confirma ou, como preferir, se deduz em Mateus 16:28 e 23:36, Marcos 9:1, Lucas 9:27 e em “nós” de I Tessalonicenses 4:17, trazer isso para hoje usando o versículo que você citou é forçar a barra. Se não, quando a Terra passará? Quando o Sol a engolir juntamente com o azul de sua atmosfera? Certamente “céu” não faz referência ao lugar de onde ele viera. E, mesmo que a expressão “minhas palavras não hão de passar” dê a entender que elas vigorarão até depois disso, o que há atualmente que já não havia àquela época (guerras, fomes, pestes, terremotos, falsos profetas, etc) para que você diga estarmos todos aqui cumprindo a profecia? Mesmo o versículo 21 - “Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver.” – trata daquele período, pois até se vê na palavra “agora” a ideia de proximidade.

      Advogas por Jesus e eu por uma verdade que provavelmente nunca conheceremos. Por isso não tenho a pretensão de estar certo, tanto que vou tentar ajudá-lo:

      - Talvez você devesse ter citado o versículo 14: “ E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.” Mas, pelo desenho de então do mundo (ver exemplo em Ciência na Bíblia), talvez Cristo achasse que daria tempo. NÃO SEI! Sabe-se que ele estudou muito as escrituras de sua época, mas, como homem, é possível que o Pai não lhe tenha dado a conhecer o verdadeiro formato de nosso planeta. FAZ SENTIDO?

      - Quem realmente escreveu Mateus? Cogita-se por evidências 70dC a 115dC (Wikipédia). Se foi depois da morte dos apóstolos, por que conteria “Em verdade vos digo que alguns há, dos que aqui estão, que não provarão a morte até que vejam vir o Filho do homem no seu reino.” (Mateus 16:28)? Note que essa afirmação também está em Marcos e Lucas. Será que os autores viram nisso uma forma de serem convincentes? NÃO SEI! De qualquer forma isso não anula as desconfianças de que as previsões referiam-se à geração de Jesus.

      - Se as informações da Bíblia não estão em ordem, pode haver de fato em outro de seus livros um versículo capaz de validar hodiernamente Mateus 24. NÃO SEI!

      Delete
  23. Não há equivoco, só há verdade na Palavra de Deus...Jesus afirmou aos discípulos: "Eis que estarei convosco todos os dias, até a consumação dos séculos". Isso é uma prova que sua volta não seria naqueles dias e que seria demorada.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Você pode estar certa, mas não custa citar o versículo abaixo:

      Hebreus 9:26 - De outra maneira, necessário lhe fora padecer muitas vezes desde a fundação do mundo. Mas AGORA na consumação dos séculos uma vez se manifestou, para aniquilar o pecado pelo sacrifício de si mesmo.

      Delete
  24. Boa noite.

    Estou acompanhando todo este debate, e até agora ninguém explicou o básico.

    Quando Jesus se refere a Israel ele não está dizendo de Israel o País, Israel é o povo de Deus.
    A geração mencionada não é geração que conhecemos, mas sim a nova geração a partir do novo testamento ou nascimento de Jesus.

    Sem contar, que algumas pessoas conhecedoras da palavras tenham dito que é necessário conhecimento espiritual para interpretação da bíblia, porém não se é dado tal importância.

    Como assim fazer uma leitura básica, vc pode interpretar o que vc quiser, sendo que se não ler todo não saberás a verdade.

    E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. João 8:32

    A palavra de Deus é revelada através de sabedoria que o Espírito Santo dá, capacita para que venha o entendimento e assim entender tudo.

    Abraço a todos.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Mais um "doutor" em "palavra de Deus". Vão empurrando o advento com a barriga, Quando o tal de Jesus voltar, não haverá mais cristãos para "arrebatar". A religião é uma praga em risco de extinção.

      Delete
  25. Afinal quem está sendo mais fiel no entendimento da Palavra? Os quatro evangelhos são ou não classificados como livros de interpretação direta ou objetiva? Então quem está assimilando de maneira diferente ao que “parece” ter sido compreendido pelos apóstolos? Teria sido um grande mal entendido da parte deles? Alguém sincero na busca da verdade tentaria enganar a si e aos outros com interpretações convenientemente calculadas?

    Sejamos sensatos. A SENSATEZ faz até céticos viver os dias como se Deus existisse, o que só a FÉ infelizmente não é capaz de fazer.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Deus tenha misericórdia de você.

      Delete
    2. A perda da fé e a viagem tripulada a Marte estão vindo como fruto natural da multiplicação da Ciência (conhecimento). Por que você acha que no passado fazendeiros não queriam que seus trabalhadores e os filhos dos seus trabalhadores frequentassem a escola? Não é preciso fazer Teologia para ver que a multiplicação do conhecimento implica na diminuição da ignorância e na consequente formulação de perguntas. E, se não há respostas plausíveis, há a redução da credibilidade. Você realmente acredita em estórias do tipo Adão e Eva e no Dilúvio Universal? Se acredita, acha que seria melhor eu acreditar; se não, vai dizer que, pelo menos, o resto é verdade. Mas se, por exemplo, os judeus estiverem certos quanto a Cristo? De que adiantará estar crendo na coisa errada? É até compreensível que ninguém em sã consciência tenha a tal fé do tamanho de um grão de mostarda, mas um louco teria e moveria montanhas e curaria e influenciaria os de sã consciência. Se continuarmos atribuindo as coisas boas a Deus e as coisas ruins ao homem ou ao Capeta, isso não terá fim, estaremos sustentando nós mesmos algo que não se sustenta sozinho. Eu não me considero inteligente, mas me pergunto para quê confundir os sábios se a sapiência é obra divina. Os sábios precisam mesmo acreditar em contos da carochinha para serem salvos? Se Jesus disse para sermos como crianças, certamente referiu-se à inocência, não à ingenuidade. É tanta mentira, tanta enganação aos crédulos, tanto sofrimento que, para compensar, acho que muitos precisariam de fato ver o que os contemporâneos do Messias viram, se é que viram.

      Se Jesus me surpreender com seu retorno admito que vou lamentar, mas não vou me culpar, pois antes eu o culparia. Que Ele encha de bênçãos PELO MENOS os que creem.

      Delete
  26. Pessoal, na época que fizeram a biblia, muitos queriam colocar seus livros la , depois de muita confusão, foi escolhidos por um conselho com interesses politicos e religiosos, fizeram isso para manter o povo sobre o controle deles.
    Por isso essa confusão de igrejas, os livros não tem originais, somente copia das copias, por isso sofrerão muitas alterações no decorrer do tempo, incluse no nome de JESUS , que antes era ESUS, e por ai vai.
    lamente muito mas a biblia não é de confiança.

    ReplyDelete
  27. Jesus, como filho de Deus, jamais poderia ter cometido tal engano, pois só isso já faria dele uma farsa. O tema em questão é sério porque tem tudo a ver com a vida das pessoas. Acho até que nem seria para discussão entre cientistas e teólogos, mas por pessoas reconhecidamente catedráticas em interpretação de texto. Apesar de a maioria viver como ateus, acordando e dormindo sem lembrar-se de Jesus, além de aprontar e blasfemar sem nenhum temor, o assunto merece sim reflexão.

    ReplyDelete
  28. mas responda-me vc que dise q as pesoas serao salvas pela conciencia.e a conciencia ja salva?nao e cristo q salva?a conciencia tem ese poder? ja ouvir diser q e o sangue de cristo q nos dar salvacao. quer diser sua morte.

    ReplyDelete
  29. alguns apostolo como outros tiveram a visão da vinda de jesus e do seu reinado, transladado pode ser uma visão e ele estava acompanhado por anjos sim, pedro e Tiago viu a vinda de cristo, como estevão.
    geração não significa tempo como voce explicou, geração significa a criação do seu reino, seria melhor dos seus filhos, pois jesus veio como o segundo adão, e seus filhos seus discipulos e todos aquele que o segue, e então ele queria dizer que não acabaria o seu caminho, assim como acabou de tantos outros lideres religiosos que tentaram cirar na mesma epoca do cristo, pois era um tempo que se esperava o messias etc, é so pesquisar cara, não determinar as coisas conforme voce pensa ser

    ReplyDelete
  30. This comment has been removed by the author.

    ReplyDelete
  31. As palavras de Jesus devem ser entendidas como um todo, devido seu escrito tardio. Se pegarmos pontos aqui e lá na frente, ignorando completamente o todo, vamos criar muitas armadilhas pra nós mesmos.

    ReplyDelete
  32. Aroldo Gomes3:23 PM

    Os LIDERES religiosos são os maiores miseráveis de suas instituições elas não são de Deus e sim deles

    ReplyDelete
  33. Aroldo Gomes3:40 PM

    As Igrejas ai constituídas, com seus donos cobram para ensinar os evangelhos as ovelhas e cobram caro 10% + ofertas a cada cultos tem algumas que fazem 5 cultos por dias e tem mais se vc não ajudar vc vai parar no inverno!!! amigo eu participava de uma igreja acabei saindo de lá mesmo porque me frustrava cada dia muito fofoca, mentira, se mete demais na vida dos outro, vc não pode comentar de um segredo amanha todos ficam sabendo de sua vida ai fica pior dependendo do assunto as pessoas te olhar diferente, ja desfazendo de vc, por isso louvarei meu Deus daqui de casa mesmo eu e minha esposa e estamos muito bem obrigado...não pense vc se precisar de ajuda de um desses lideres aposto que vc não vai conseguir nada. A religião imaculada da Biblia: ajudar, o orfa,a viuva,e o necesitado!!!!

    ReplyDelete
  34. Mandei um comentário, mas DELETARAM. Site maravilhoso! Critica, mas não aceita crítica e nem direito de resposta!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Caro Wagner, seja bem-vindo!
      Seu comentário foi excluído por não atender um ou mais requisitos descritos em "Antes de Comentar".
      Grato por sua colaboração.

      Delete
  35. Tudo isso verdade sobre a volta de Jesus

    ReplyDelete
  36. As pessoas nos dias de hoje esperao a manifestacao do anticristo, mas o anticristo que se refere Joao na sua segunda carta no vs7 ele se referia aos falsos irmãos que dizia que Jesus não veio de carne, porque incrível que pareça nos dias de hoje concordao que Jesus veio de carne e morreu e rescussitou para os seus escolhidos, cade que as ceitas igrejas não tem coragem dizer que o dizimo não existe para nos gentios e que so a tribo de levi podiao recolher os dízimos dos seus irmãos israelitas e que essa ordenança foi revogada depois que foi introduzido um novo sumo sacerdote eterno meu Senhor Jesus leia hebreus cap. 7 que vcs vão ver que so fala disso e da mudança da lei para graca feita pela nova aliança em Cristo Jesus, sabe o que falta acontecer hoje e os juízos de Deus em relação as pessoas que não tem o nome no livro da vida isso eu posso garantir a vcs que e verdade lembra quando o apostolo Pedro disse que o julgamento começou por eles, em apocalipse diz feliz são aqueles que tem parte na primeira ressurecao, essa primeira foi dos santos da igreja primitiva no tempo de Paulo, Pedro e os demais cooperadores daquela época... Depois eu escrevo mais, eu teamo meu DEUS SOBERANO!!!!!!! HAVERIA ALGUMA COISA DIFICIL PRA DEUS OS PENSAMENTOS DE DEUS E MAIS ALTO DO QUE DAS criaturas E SEUS CAMINHOS E MAIS ALTO DO DAS criatura

    ReplyDelete
  37. jesus ja veio resurgiu dos mortos ponto final

    ReplyDelete
  38. jesus ja veio resurgiu dos mortos ponto final

    ReplyDelete
    Replies
    1. Fotografou, gravou, filmou? Se não, vai te catar.

      Delete
  39. É obvio que os apóstolos esperavam a volta de Cristo ainda no primeiro século.
    Um fator importante sobre isso é que eles só começaram a escrever os evangelhos depois do ano 70. DC ou seja praticamente 40 anos depois da morte de Cristo, Francamente senhores. Imagine se você passasse praticamente 3 anos com um homem que fazia milagres,se chamava de o filho do homem, prometia morada no céu,etc,etc,, foi ressuscitado.,etc,etc, Você levaria mais de 40 anos para escrever alguma coisa sobre esse homem ? Note que dois dos apóstolos eram bem intruidos Lucas médico, Mateus cobrador de impostos ( homens meticulosos, profissões dadas a anotações, detalhes, documentação e demoraram 40 anos para escrever uma palavra sobre Jesus? Outra qual era a média da população naquela época :(expectativa de vida) 30.40.50 anos ? (vamos dizer que fosse 50 (exagerando) e vamos imaginar que os apóstolos fossem 3 anos mais novos que jesus por ocasião da sua morte (então eles teriam em média 30 anos) Então eles começaram a escrever os evangelhos com mais de 70 (setenta) anos? Pensem um pouco sobre isso e tirem suas próprias conclusões .

    ReplyDelete
  40. Pessoal, eu venho estudando a bíblia através da relação humana na história, cada cultura, e tenho percebido que novo e velho testamento são muito diferentes, o velho testamento trata apenas de um Deus, o novo de vários deuses, o velho não trata da questão que o homem vai morar no céu, mais na terra, sendo esta transformada, Isaias 11 e vários outros capítulos do mesmo livro, que mensionam o que os testemunhas de Jeová pregam, o novo nos mostra que a morada é no céu.
    O velho mostra um Deus que não dar sua gloria a outro, o novo mostra um homem tomando a glória de Deus e se tornando Deus.
    Sobre o messias
    O velho testamento nos mostra que seria um homem nascido de concepção normal, que seu pai descenderia do rei David, que este homem libertaria Israel dos gentios, No novo testamento vemos uma interpretação errada de Isaias, que transforma jovem em virgem, vemos uma afronta a cultura da época o estupro de Deus a uma mulher, vemos que a linhagem de jesus não vem de homem, ele não tem linhagem, as descritas em Mateus e lucas se dirvegem, e não chegam a David, visto que nomes ali não pertencem a nenhuma genealogia, Jesus só veio ser profeta aos 33 anos, enquanto no velho crianças se tornavam profetas, ele não libertou Israel mais fundou uma nova religião
    No velho não se fala em inferno, morada nos céus, até porque em genesis diz que Deus criou os céus, existe uma ligação da cultura grega e romana no novo testamento visto que céu no grego era morada dos deuses, 12 apóstolos em grego 12 titãs, inferno no grego Hades, significa a crença deles, visto que sheol no hebraico quer dizer sepultura, Hades quer dizer submundo, e é isso que é interpretado como um lugar embaixo da terra, onde o diabo e seus anjos vivem, no grego diabo seria ares e seus anjos titãs aprisionados,
    Eu vejo as pessoas ao longo doa tempos interpretarem versículos, e um versículo pode ser qual quer coisa que eu imaginar, basta o versiculo conter algo que pareça com o que acreditamos, ai se esquecem do texto e se prendem ao versiculo, quando o texto trata de outra coisa, ex Lúcifer, Isaias 14, o texto trata sobre o rei da babilônia e faz mansão apenas dele e dos seus atos o comparando a ninrod o primeiro líder, e que se alto procramou Deus ao desafialo construindo a torre, mais as pessoas acreditam que fale de Lúcifer que na época não existia, e que veio surgir no ano 100dc ou pouco antes disso, pq esqueceram do texto, e se apegam a versículos
    Antes as pessoas eram ignorantes, não sabiam interpretar textos, e isso não faz nem 5 anos, estamos em 2015 e por volta de 2007 foi que o governo resolveu acabar com o analfabetismo, e em 2010 se concluiu que analfabeto não era aquele que não sabia ler e escrever mais sim os que não sabiam interpretar, por isso as provas mudaram, deixaram de ser gramaticais e se tornaram interpretativas, e dentro da interpretação se fizesse a gramatica textual, isso de alguns anos pra cá vem fazendo com que as pessoas encontrem erros na bíblia portuguesa, especialmente no novo testamento, onde existem 50 pessoas alienadas existe 1 que se preparou e com isso ver as confusões

    ReplyDelete
  41. Quero concluir já que senão escrevo muita coisa pois é muito assunto, e passaríamos mais de um dia discutindo, mais quero mostrar algo, pois estudo guerras tbm
    O império romano estava sendo desafiado por pessoas religiosas e seus deuses sendo desacreditados, politicamente perdendo poder, resolveu fazer uma manobra, e nessa manobra que ate hoje exércitos imperialistas fazem, ex(EUA lança papeis mostrando seu lado bom e fazendo o povo gostar deles e ver o seu gorveno como tirano), então, o governo romano com uma manobra bem executada por Constantino, finge rendição ao cristianismo, com isso ganha apoio da massa e adota a religião de seus inimigos, os judeus, assim adotam o tanah e o chamam de velho testamento, copilam um novo que ficou pronto no ano 400 em grego, com posição contraria ao judaísmo e ao mesmo tempo mostrando que havia surgido um Deus judeu entre os homens nascido do próprio Deus, vendo a ignorância do povo, introduziram seus deuses minunviosamente, eles criam na trindade e a puseram em seu novo livro, ate os anjos receberam nomes, e são adorado a ate hoje, Miguel e Gabriel, adotaram o medo através do inferno, e a aceitação pela morada no céu ( o homem se tornando Deus) e com isso chamaram sua obra de novo testamento e assim impuseram sua crença, e aqueles que se oponhavam-se eram mortos e silenciados, nunca se morreu tanta gente, como na época do novo testamento, do ano 70dc ao ano 1000dc morreram mais que qualquer guerra do nosso século juntas, nem a primeira e segunda guerra mataram mais gente que a guerra dos cruzados, termino minha observação dizendo, hoje existem pessoas menos débil que antes, assim a história vai sendo reeditada.

    ReplyDelete
  42. Jamais poderemos provar empiricamente que Jesus ressuscitoudepois de tanta tortura, jamais poderemos provar que ele é filho de Deus, nós não poderemos provar nada...nada........... Temos só a sua palavra, isso é fé, algo que Tomé nunca teve, e ninguém... poderá nos impedir. de crer. Sua interpretação está correta, Revejam! Mas o que importa, a fé é a certeza das coisas que não se vem Mesmo! Já lê ré lê e que encontro é bíblia mal traduzida e essas pequenas coisas que nos deixa de cabelo em pé..

    ReplyDelete
  43. Todos sabem tudo, e ninguém entende nada! O homem é um tolo.

    ReplyDelete
  44. CARO IRMÃOS QUERO LHES DIZER QUE EM ,MAT 10 JESUS FALOU QUE IRIA VOLTAR PARA O REINO DE DEUS E NÃO PARO A TERRA. MAS NÃO O CULPOOS POIS EXISTEM PESSOAS QUE INTERPRETAM A PALAVRA DE DEUS ERRADA E PASSAM PARA OUTRAS PESSOAS. POR ISSO ANTES DE DAR OUVIDOS AO QUE OUTROS DIZEM PROCUREM NA PALAVRA E VEJAM SE É VERDADE ( OBS, LEIAM O CAP INTEIRO E NÃO VERSICULOS SEPARADOS) E PECAM ENTENDIMENTO A DEUS, JESUS DISSE QUE CHEGARIA UM TEMPO ONDE LOBOS SE VESTIRIA DE CARNEIRO E ENGANARIAM A MUITOS INCLUSIVE OS ESCOLHIDOS. DISSE TBM QUE MUITOS FALSOS PROFETAS USARIAM A PALAVRA DE DEUS EQUIVOCADAMENTE PARA ATRAIS PESSOAS PARA SI E PARA GANHAREM DINHEIRO. EU ESTUDO A BIBLIA DESDE OS 12 ANOS E HJ TENHO 26 E DEUS ME REVELOU NA SUA PALAVRA QUE TODAS IGREJAS JULGAM ESTAR CERTA E AS OUTRAS ERRADAS, MAS NA VERDADE TODAS ESTÃO ERRADAS EM ALGUM PONTO E DEIXARAM DE OBEDECER AS LEIS DE DEUS PARA SEGUIR LEIS DE HOMENS. IRMAOS QUANDO JESUS DISSE QUE SO OS ESCOLHIDOS E ESCRITOS NO LIVRO DA VIDA SERIAM SALVOS NÃO ESTAVA REFERINDO A UMA IGREJA ESPECIFICA, MAS AS PESSOAS QUE SEGUEM OS MANDAMENTOS DE DEUS E AMAM A DEUS DE CORPO E ALMA E SEGUEM JESUS E SEUS ENSINAMENTOS.IRMAOS ESPERO TER AJUDADOS VCS. ABRACOS E QUE A GRACAS DE DEUS E DE NOSSO SENHOR JESUS ESTEJAM COM VCS.

    ReplyDelete
  45. A Paz a todos.
    Jesus apareceu depois de ressurreto sim.
    Apareceu para o Pedro, quando este estava pesca e nu e se vestiu para nadar até o Mestre, para o Tomé, quando duvidou, etc.
    Ele apareceu, sim, para várias pessoas antes que provassem qualquer tipo de morte, depois que ressuscitou, inclusive para alguns daqueles "12". Acredito também que a Bíblia é mal interpretada e mal lida, mas nunca foi mentirosa ou contraditória.
    Se num lado alguns acham que precisam anular Deus para existir ciência, noutro acham que precisam anular a ciência para existir religião.
    Na verdade, desde quando Deus criou Matéria (corpo ou massa que ocupa lugar no espaço), tudo que não é espiritual, pode ser explicado. Eu já li na Bíblia que a Terra não é achatada, que os dinossauros foram extintos quando ela disse que Deus sujeitou os répteis ao homem (seria complicado sujeitar répteis carnívoros gigantes), etc...
    Não entendo todos os propósitos de Deus, mas leio a Bíblia com imparcialidade, para ter melhor compreensão.

    ReplyDelete
  46. Eu gostaria de uma resposta a quem puder me dar.
    De que forma Jesus voltará?
    Em carne e osso? Reencarnado?
    Ou
    Em espírito?
    Obrigada e Deus ilumine nós.

    ReplyDelete
  47. silvana barreto

    Jesus não voltará, dizem que ele prometeu que voltaria ainda quando seus discípulos estivessem vivos. Acontece que já se passaram mais de 2.000 anos, ele não voltou e nem voltará, isso é promessa religiosa para manter a crença das pessoas.
    Um abraço.

    ReplyDelete
  48. jesus esta morto nao voltara.

    ReplyDelete
  49. Infelizmente, os grandes bestais que com suas belas palavras e promessas de uma futura vida cheia de magníficos desejos puramente egocêntricos encantam boa parte da humanidade que na realidade vão a esses criadouros de alienação todos os domingos sem saber o real motivo. Em verdade posso afirmar que nós os seres humanos temos medo de nossa finitude e a crença na infinidade da vida foi a única saída que os grandes líderes da antiguidade encontraram para se conformarem e ao mesmo tempo acalmar a massa que nada evoluiu desde a antiguidade. Infelizmente temos homens que nascem, crescem e morrem, sustentando um sistema podre que faz você pensar em uma vida incerta que vira logo após sua morte, más para consegui-la você deve sustentar os poderosos com seu trabalho sempre calado. Você deve todos os meses alimentar a casa do "deus verdadeiro" com 10% do salário de fome que você recebe. É triste mais essa é a realidade que enxergo ao olhar as sociedades, principalmente a nossa que se ilude todos os dias com falsas promessas e com a certeza de que um dia irá encontrar o bondoso feitor que os colocou nessa condição e que é imponte para tira-los dela porque ele só interfere quando convém.

    ReplyDelete
  50. JESUS NÃO VOLTARÁ, MAS ESTÁ ESPERANDO POR NÓS.

    ReplyDelete
  51. QUALQUER UM QUE ESTUDAR FÍSICA QUÃNTICA CHEGA A CONCLUSÃO QUE A VIDA APÓS A MORTE É UMA REALIDADE. QUANTO AS ORIGENS DA HUMANIDADE CARNAL DEVERIAM ESTUDAR SOBRE A CRIAÇÃO DO HOMO SAPIENS PELOS ANUNNAKI E SOBRE AS CIVILIZAÇÕES ANTIGAS COMO LEMÚRIA, ATLÂNTIDA E OUTRAS.

    "Houve várias versões da humanidade. A primeira, "fabricada" pelos "planificadores", era de facto completamente assexuada. Esta antiga versão que encontramos de um modo distorcido no livro da Genesis 1:26, é o produto dos Elohim ("as divindades planificadores"). O modelo discutido nesta passagem da Genesis é, sem dúvida, uma mistura do Homem Primordial chamado Namlú'u e o protótipo Neandertal, que foi também fabricado pelos Elohim, precisamente por Nammu, a mãe de Enki. Foi esta última versão, assexuada (por isso mais dócil) pelo clã dos Yahvé (Ušumgal-Anunna) que trabalhou para os "deuses" sumérios. De maneira a tornar esta humanidade autônoma em relação ao regime autoritário dos Anunna, Enki separou os sexos para que os trabalhadores pudessem multiplicar-se por eles mesmos. Como o Edin (planície mesopotâmica) – onde encontramos os mais antigos vestígios de trigo no mundo – era uma gigantesca indústria agrícola, era muito difícil de o controlar totalmente. Quando a humanidade sexuada foi confrontada à sua obrigação de continuar a trabalhar para os "deuses" em Edin, ela teve também de gerir clandestinamente a sua "autonomia" escondida pelo administrador do sítio, ou seja, Sa'am-Enki (Samael, a serpente bíblica). A razão para agir assim, foi um profundo desacordo entre Sa'am-Enki e os seus, considerados como planificadores (Elohim) e o clã paterno de Enki que simboliza a autoridade do Yahvé bíblico. Enki, "a serpente", é regularmente apresentado no imaginário mesopotâmico como um instrutor e não como um tentador.

    ReplyDelete
  52. Mais uma vez, a Bíblia preferiu inverter os papéis e falsificar as situações." Quando lemos a Bíblia, percebemos que o homem original da Bíblia, Adão, parece ser idiota, "inocente", ignorante, submetido a Yahvé. Houve várias versões do humano, tal como existem várias versões do macaco... O primeiro foi o Namlú'u, criado pelos planificadores Kadištu (os Elohim) que semearam a Terra antes da invasão dos Anunna. Os NAM-LÚ-U18 ("enorme(s) ser(es) humano(s)") são seres que englobam capacidades incomuns. Este espécime é, por exemplo, chamado no manuscrito gnóstico de Nag-Hammadi ("Le Livre Secret de Jean" (O Livro Secreto de João), Codex NH2 – 1,28) onde ele aparece sob a forma do "Homem primordial perfeito" criado pelos diferentes criadores, segundo as suas diferentes qualidades e poderes. Os Namlú'u possuem uma altura de vários metros (cerca de 4 metros) e são seres multidimensionais. Como expressam vários textos gnósticos, eles eram os guardiões da Terra antes da chegada dos deuses maus (os Anunna). Eles desapareceram da nossa dimensão aquando da ascenção dos Anunna. A palavra Namlú'u é um termo genérico usado na Mesopotâmica para designar a humanidade primordial e utilisado mais tarde para designar os Sumérios que eram considerados no Médio-Oriente como a primeira humanidade que foi posta ao serviço dos "deuses". Portanto, existe uma mistura entre este Namlú'u, guardião do planeta Terra em nome dos Elohim, e os diferentes tipos de trabalhadores criados (para servir os interesses de Yahvé) a partir do macaco e que são o Homo Neanderthalensis e mais tarde o Homo Erectus que deu o homem moderno, ou seja o Homo Sapiens. Este ramo Homo é a família "animal", a que foi utilizada pelos diferentes Gina'abul ("répteis") que compõem a familia reptiliana que se impôs na Terra. Não é surpreendente de constatar que o termo sumério Á-DAM engloba as seguintes definições : "animais"; "bestas"; "rebanhos"; "colonização"; "infligir"... A segunda, remodelada para servir os Anunna e assexuada num primeiro tempo, é chamada Annegarra ("colocada depois") nas tábuas de argila. Este último exemplar corresponde ao Abel bíblico. O outro ramo, considerado como "animal" é uma versão (deliberadamente) menos "espiritual" que a sua prima Neandertal que possui uma forma de misticismo profundo pela vida e pelos seus criadores planificadores. O Adão, ao serviço da Hebdómada gnóstica, nada mais é que uma versão reduzida do Ullegara ("colocado antes"), trata-se de facto do Annegarra ("colocado depois"), ou seja do homem de Neandertal remodelado para a ocasião. Este homem de Neandartal (Abel) possui no espírito humano e bíblico a imagem de um ser fabricado pelos "de cima". A sua memória é sem dúvida combinada com o extraordinário Namlú'u, pela simples razão que estas duas espécies foram modeladas por membros planificadores Kadištu (Elohim), em épocas diferentes. A segunda vaga de trabalhadores assimilada a Adão é o ramo animal e chamaermos de Ádam Dili ("animais primeiro" = Homo Erectus) e Ádam Min ("animais segundo" = Homo Sapiens) cuja única utilidade era de servir os "deuses" reptilianos. Trata-se do Caim bíblico. A Genesis diz que Caim foi criado por Yahvé (An e os seus anjos Anunna) e que ele era "mau" comparado ao seu irmão ou primo Abel. A razão desta afirmação é que Caim (Homo Sapiens) foi geneticamente desligado do divino.

    ReplyDelete
  53. Tenho procurado saber mais sobre o assunto,me sinto triste ao perceber que passei anos ouvindo algo diferente, porém tenho que admitir que faz sentido, ou melhor tenho encontrado no evangelho a verdade na qual nunca me mostraram .Confesso que dá um nó as vezes na minha cabeça, após viver uma vida dentro de um "templo" deixando que pensassem por mim ao invés de meditar nas escrituras.

    ReplyDelete
  54. O fato é o seguinte: independente do que se diz em outros textos, em matheus o próprio jesus disse que voltaria antes que os mesmos ali presentes experimentasse a morte. Então se ele deixou que os pobres coitados acreditassem numa mentira, independente de qual seja o motivo, ele mentiu, e um deus mentiroso se contradiz ao dizer ser a verdade. Pra mim ele não existe, mas se existisse certamente seria um ser muito mau.

    ReplyDelete
  55. É uma pena que a prepotência impere nesse mundo caótico e hipócrita. Uma sociedade formada por dois extremos. Aqueles que se acham melhores por pensar que conhecem a Deus, e aqueles que tentam ignorar e também se acham melhores por que são "sábios". Deus está acima da religião, filosofia, ou qualquer outro seguimento. Todo seguimento é religião mais cedo ou mais tarde. Até o ateísmo. Sem contar, que qualquer que venha defender sua teoria, no fundo o que ele quer é massagear o ego. E Deus está acima disso. Não é Ele que precisa de advogado.

    ReplyDelete

Pregações, palavras de baixo calão, ofensas pessoais, práticas de trollagem, rotulações e argumentos ad hominem serão excluídos.