Compartilhe esta página no Facebook

Compartilhe esta página no G+

Pesquisar no site

Por Que a Crença em Deus é Irracional e Infantil


Você já parou para pensar por que cremos em Deus e passamos a maior parte da vida sem questionar sua existência? Por que acreditamos sem nunca tê-lo visto, conversado ou tocado nele? Por que pessoas como nós em outras regiões do planeta têm tanta certeza que seu Deus ou deuses absurdos, de nosso ponto de vista, são tão reais para elas? Estaríamos nós cegos como elas sem perceber o óbvio? Nas linhas que seguem será demonstrado o mecanismo que nos mantém crentes nos deuses.

Cada indivíduo sofre condicionamento cultural desde a infância para ser útil à sociedade e obter direitos sobre os bens que ela produz, a religião é parte dessa cultura. Alguns costumam dizer que todo o conhecimento que receberam sobre Deus foi quando adultos iniciado por um chamado divino à conversão, argumentando que nunca antes haviam parado para pensar em Deus. Esta sensação ocorre quando ignoramos que desde a tenra infância, antes da maturação do intelecto, já tínhamos contato com a cultura cristã que permeia toda a sociedade ocidental. A experiência com datas comemorativas como o Natal e a Pascoa são exemplos claros disso. Crianças não pensam em Deus nos primeiros anos da vida, mas no convívio familiar e social ouvem falar nele e passam a questionar os pais da mesma forma que fazem acerca de quaisquer outros assuntos, desta forma os pais transmitem aquilo que também aprenderam na infância sobre o deus local. A partir daí a criança passa a acreditar piamente naquilo que foi ensinado, pois faz parte da natureza infantil crer nos progenitores ou responsáveis sem exigir provas consistentes. Com base muito mais nas emoções e muito menos no intelecto a criança decide – para toda a vida – crer na existência do deus que sua sociedade prega, seja Alá, Jeová, Shiva ou qualquer outro menos potente.

Muita gente, quando questionada, tenta uma explicação lógica para sustentar sua crença em Deus, citando, por exemplo, falta de explicação para a origem do Universo e da vida, como se a falta de informação provasse alguma coisa além da nossa própria ignorância e limite. Outras admitem que sua crença baseia-se na fé, não na razão, a qual, segundo elas, prova a existência de Deus. O que leva um teísta a corretamente admitir que sua crença não tem lógica é a formação desta convicção quando era cognitivamente imaturo, na infância, onde o emocional é a realidade para o ser humano, por isso, quando adulto, o religioso cristão, assim como de outras religiões, necessita de doses frequentes de emoção encontradas principalmente nas reuniões de culto a seu deus a fim de manter sua fé. A maioria das religiões manipula basicamente três sentimentos (medo, amor e esperança) para manter a fidelidade dos adeptos. Devido à origem emocional da crença na existência de Deus, dificilmente uma pessoa deixará de crer se não sofrer um choque emocional que lhe leve à reflexão, o mesmo faz-se necessário na passagem do estado de descrença para a crença. Casos de conversão ao cristianismo, por exemplo, são em geral marcados por comoções emocionais. Morte de ente querido, crise financeira e doença grave são alguns dos motivos que levam as pessoas a reavaliar seus princípios tornando-as suscetíveis a novas idéias que venham a modificar sua posição emocional perante a vida, sem necessitarem de provas consistentes como no tempo de criança. Isso explica porque o deus cristão com rótulo “pai amoroso” é tão eficiente na conversão ao cristianismo.

Em suma a crença na existência de Deus tem sua base e definição na emoção manipulada culturalmente na infância antes da maturação da razão, por isso dificilmente assimilamos argumentos racionais acerca da improbabilidade da existência de Deus. Não foi sem fundamento que Sigmund Freud disse: "A religião é comparável a uma neurose da infância".


Ver também 3 Motivos para Crer em DeusA Origem de Deus e A Verdade e a Realidade.

10 comments:

  1. meu amigo, seu texto tem uma coerencia, do ponto de vista materialista.
    mas se observarmos que o materialismo nao existe, devido ao fato de materia nao ser nada mais que energia condensada.
    entao digamos que tudo no universo é uma forma de energia
    mas se considerarmos que a nossa perçepçao, sistematizada em cinco sentidos limitadissimos, nao possa compreender a tamanha magnitude, quando se fala do universo.
    a mente se difere do cerebro,
    testes com pilotos de corrida, que monitoravam as regioes do cerebro que eram ativadas, quando o piloto fazia um determinado percurso, e em seguida, sentado em uma cadeira pediram para fechar os olhos e imaginar o percurso, e viram que as mesmas regioes do cerebro eram ativadas.
    o cerebro nao consegue diferenciar a "realidade fisica" do pensamento
    nao existe uma regiao do cerebro responsavel pelo pensamento,
    ele ativa diferentes regioes sem seguir uma sequencia logica
    logo a mente é responsavel pelo pensamento, o cerebro pelo comando fisico.
    a mente segundo a doutrina espiritualista, é a manifestacao do espirito condicionada ao mundo fisico, com suas limitaçoes, ja que o espirito na sua forma integral é ilimitado.
    vamos por partes, breve postarei mais coisas se for de seu interesse.

    ReplyDelete
  2. Orlando-BA7:53 AM

    Ao anônimo acima:
    Segundo o seu raciocínio o budismo está tão correto quanto o judaísmo e o cristianismo pois o Nepal e a China são países mais antigos que Israel e existem até hoje.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Veja as primeiras civilizações e terá outra resposta amigo.
      Respeito sua opinião.

      Delete
  3. O texto é excelente. Explicou direitinho como acontece a manipulação religiosa. Eu não sou ateu, mas concordo que o Deus de qualquer religião é fictício, tratado como se fosse uma pessoa, pois se usarmos a lógica veremos que Deus de fato nada é como achamos que seja, pois ainda a humanidade toda não está intelectualmente preparada para entender realmente como é Deus.

    O que me incomoda é que muitos defendem com árdua submissão, sinal da devoção por medo, um dos aspectos citador pelo texto. Se Deus existe, não "quer" que tenhamos medo e sim respeito e compreensão. A medida que vamos nos intelectualizando, abandonamos as religiões que, para mim, são um resquício da infância que insistimos em não abandonar.

    ReplyDelete
  4. Ótimo post, disse tudo.

    ReplyDelete
  5. O que foi lido aqui não é pregado. Quem leu, leu porque quis. No entanto, apesar das verdades, eu tenho um medo esquisito de frases do tipo “Vós, que sois maus, ...” e “Não há um justo, um sequer”, porque eu as considero também verdadeiras. Por isso, acredito que somente enquanto o sentimento ateu surgir nas pessoas por pura sensatez estaremos inclinados a pensar que o mundo seria melhor sem a crendice. Imaginem então que, levados por uma boa intenção de tentar libertar as pessoas dessa dependência, os ateus conseguissem convencer a todos. Agora imaginem um mundaréu de pessoas insensatas certas de que não há um Criador e Julgador. Combinem isso com a impunidade de países como o Brasil. Eu já considero que só pessoas bem sucedidas e/ou que contribuem para fazer disto um inferno é que estão inteiramente confortáveis aqui. Portanto, se já está ruim, haveria grandes chances de ficar muito pior.

    ReplyDelete
  6. Os incrédulos. Já estão perdidos. Impossível agradar a Deus, se não pela fé....os escolhidos. De Deus. Já foram escolhidos. Antes da fundação. Do mundo. A sabedoria. Só é revelada. Aos humildes. De espírito.isso incrédulos. Desconhecem...Asim seja.

    ReplyDelete
  7. Há só mais uma coisa....... Os caras. Quer. Ser tão. Inteligentes. Em provar. Que Deus não. Existe.....kkkkk.... Cara a leis em tudo. Tudo perfeito..regendo Desde. Átomos..aos Grandes. Astros... O problema é que. Em tudo tem que aver fé..desde. No. Bigbem. a evolução dos macacos...Tudo é. Fé.... Vc acredita... na evolução...parabéns.. Aproveite. Os benefícios....Que depois. De morrer..kkkk. Vc. Não volta......não há esperança....Saco.....há. Vc acredita em Deus.OPA aí. Vc tem promessas. De voltar. A vida. Agora tem uma bobos. Que preferem. Morre Kkkkkk. Mais e besta mesmo...e tão. Inteligente. Mais não sabe ver qual vantagem é melhor..kkkk

    ReplyDelete
  8. Joseph Smith12:40 PM

    Altieres Matias, Primeiro você afirma que Deus revelou a salvação à algumas pessoas somente, então vamos supor que mesmo que você não fosse escolhido, mesmo acreditando e fazendo as obras você iria ser salvo ?
    "...os escolhidos"
    Segundo, eu sou humilde financeiramente, e existe milhões como eu. Não vi Deus ajudar as pessoas de uma forma espirituosa até hoje! Eu vi somente pessoas acreditando em um Deus ruin que pune os que não acreditam nele, e não sabe o que quer dos seus filhos, ora permite algo, ora não, ora é cruel, ora é misericordioso.
    Terceiro, eu acredito em um Deus (ou deuses) criado(res) de tudo, ou algo que criou todas as coisas que existem, mas vc já parou pra ler a Bíblia sem ser com olhos religiosos? dê uma olhada neste site http://user.das.ufsc.br/~cancian/ciencia/ciencia_pseudo_contradicoes.html

    ReplyDelete
  9. Joseph. Primeiro. Veja. Bem a palavra . D . Deus e clara. Jamais lanso. Fora. Os que me procuram ..Deus não e mal. Vemos. Um Deus. Que trata. Cada um
    . Segundo sua . Humildade. Vc relata.ai. varias acoes de Deus.ora. Quando. Se e pai..vc nao puni. Toda. Hora. Seu filho... Quando.ele e obdiente. Deus puni o erro. Jamais o certo.pessoas de dura cerviz são. Tratadas no velho . Testamento com muitas puniçoes. Porque eram Idolatras e mals. Vemos pessoa . Sofrendo . No planeta com fome e mizeria.. Nao por culpa Dele....mais por acoes humanas. E fácil culpa . Deus. Por tudo. Deus ajuda sim...mais primeiro vc tem que reconhecer que vc e pobre cego e nu. Enquanto vc e outros se acharem inteligentes aos seu . Proprio . Olhos. Estariam na sombras sem intender. Nada. Do seu . Amor. E bombade. Ele. E veja bem isso ai que vc disse.. Primeiro. Nao ser escolhido .....primeiro ele ja escolheu. Cada um . Pra ser.seu...são as pessoas que não escolhe. Ele.. E segundo obra . Nao . Salva ninguém para que muitos. Não se glorie..ok

    ReplyDelete

Pregações, palavras de baixo calão, ofensas pessoais, práticas de trollagem, rotulações e argumentos ad hominem serão excluídos.