#Compartilhe

Compartilhe esta postagem no Facebook

Compartilhe esta postagem no G+

Pesquisar no site

Deus e a Deficiência Física


Certo vizinho, que há algum tempo perdeu o movimento de um dos braços em um acidente automobilístico, resolveu pregar o evangelho a mim. Pacientemente escutei o seu argumento e, ao final de sua exposição, disse a ele que não acreditava na existência de qualquer deus. Ao que me respondeu: "Mas Deus existe e opera milagres na vida daqueles que creem". Respondi: No dia que Deus lhe devolver o movimento de seu braço sem a interferência humana, eu me converterei à sua religião. Logo uma expressão de tristeza se apoderou da face daquele crente. Então lhe pedi desculpas e me retirei.

Se você é um deficiente físico, me desculpe, não é meu objetivo causar-lhe constrangimento, mas não há registros na medicina de qualquer pessoa que, tendo perdido os movimentos dos membros devido à rompimento dos nervos, os tenha recuperado por conta de sua fé em Deus. Nem tampouco amputados tiveram seus membros reconstruídos pela crença religiosa. Histórias assim são encontradas somente em contos bíblicos, e os milagres de cura atuais limitam-se a doenças não mutilantes cuja cura é fácil de ser forjada.

"Milagre: um acontecimento descrito por aqueles que souberam dele por gente que não o viu." Elbert Hubbard

Ver também Obras Maiores Que as Minhas: Profecia Não Cumprida de Jesus

6 comments:

  1. Vc tem absoluta razão! tenho paralisia cerebral e durante minha infância acreditava em Deus. Entretanto agora vejo que ela não existe e é tão obvio, por assim dizer...
    creio que as pessoas sabem, bem lá no fundo, que querem acreditar em algo imaginário; e essa mentira tomou tamanha repercussão que - ao meu ver - se assemelha a uma pandemia da qual a unica cura seria uma boa dose de sanidade!

    ReplyDelete
  2. Robério, sou grato por sua participação. A palavra "pandemia" foi muito bem aplicada. De fato as crenças culturais como as religiosas são mutantes como vírus e se alastram mundo a fora como epidemia. Tais idéias que habitam há milênios o sistema nervoso central dos seres humanos podem ser comparadas também aos vírus de computador que habitam as CPUs interligadas pela internet. A teoria dos "memes" de Richard Dawkins explica bem isto. Felicidades!

    ReplyDelete
  3. milagres acontecem sim, mas dentro de laboratorios, medicos e cientistas fazem muito mais pela humanidade do que quelquer bispo, pastor ou lider religioso que seja...

    viro um cristão na hora, assim que me curar uma unica cárie

    ReplyDelete
  4. Esqueçam as religiões se essas lhe incomodam, pois o importante é termos uma experiência individual e verdadeira com Deus. Todos somos filhos de Deus e Dele recebemos todas as coisas.. boas e ruins. Realmente ter uma deficiência deve ser muito "barra", mas nunca, em hipótese alguma podemos renegar a Deus mediante aos problemas dessa vida. Um grande abraço em todos S2

    ReplyDelete
    Replies
    1. Vanessa Sfair

      Sim, esquecer as religiões é a melhor forma de viver em paz com nós mesmos.
      Assumir que a vida com Deus ou sem ele continua da mesma forma é viver inteligentemente porque esperar a interferência divina nas nossas vidas é uma fantasia dos mitos criados pelo homem.

      Delete
  5. Deus não é obrigado a curar ninguém, ele cura se ele quiser. Não devemos culpar a Deus pela maldade do homem. Assim que Adão e Eva pecou, passou a existir maldade, espinhos, coisas ruins.E mesmo que alguem tenha deficiência e não recebeu o milagre de Deus não quer dizer que Deus não existe.Talvez esse alguem faz mais coisas que agrada a Deus do que são. Deus conhece cada um de nós.

    ReplyDelete

Pregações, palavras de baixo calão, ofensas pessoais, práticas de trollagem, rotulações e argumentos ad hominem serão excluídos.