Compartilhe esta página no Facebook

Compartilhe esta página no G+

Pesquisar no site

Obras Maiores Que as Minhas: Profecia Não Cumprida de Jesus

Cristo andando sobre a água, Doret, 1866
Certo amigo me disse ter participado de uma reunião no templo central de uma denominação evangélica conhecida por exagerar no pedido de dinheiro, onde 10 pessoas paraplégicas foram curadas, o que levou a massa de fiéis a uma grande comoção. Mas, como espectador em posição privilegiada, ele pôde me citar 3 detalhes importantes: (1) As cadeiras de rodas onde os paraplégicos se encontravam eram novas, do mesmo modelo e marca. (2) Antes da suposta cura, as pernas dos aleijados não apresentavam sinais de atrofia comuns em pessoas com esse tipo de deficiência, assim como seus braços não eram desenvolvidos como os da maioria dos cadeirantes. (3) Nenhum dos paraplégicos foi felicitado em público por familiares como esposa, marido e filhos, mas somente por pastores e obreiros no altar do mega templo. Então acrescentei: Provavelmente aqueles "deficientes" eram propositalmente desconhecidos do público. Num evento destinado a milhares de seguidores que se deslocaram de templos periféricos ao central, cada espectador sente-se desobrigado a conhecer os supostos paraplégicos.

Tal revelação me levou a refletir sobre a profecia de Jesus acerca dos milagres que acompanhariam seus seguidores. Ao que parece-me, os líderes da igreja supracitada, procuraram uma forma de fazer valer a "profecia":

"E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão." (Marcos 16:17-18).

"Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas..." (João 14.12).

Citemos algumas obras que os escritores bíblicos mencionam ter Jesus realizado: Transubstanciação de água em vinho; cura de paralíticos, hansenianos e atrofia muscular; ressuscitação de mortos, apaziguamento de uma tempestade, estancamento de hemorragia, multiplicação de pães e peixes, caminhada sobre águas e restauração de uma orelha decepada, sem mencionar pequenos milagres passíveis de erros de avaliação como a febre da sogra de Pedro, os quais podem cessar naturalmente. Sendo assim, sem auxilio tecnológico, cristãos andando sobre as águas, multiplicando pães, curando atrofias musculares, recuperando olhos vazados, reconstruindo membros mutilados ou amputados, ressuscitando mortos, caminhando dentro de fogo intenso ou até mesmo voando sobre prédios para salvar vidas, entre muitos outros atos impressionantes e similares aos feitos de Jesus, deveriam fazer parte de nosso cotidiano.

Pelo que podemos observar, se as obras sobrenaturais produzidas pelos cristãos correspondessem às expectativas de Jesus (considerada a grande quantidade de pessoas com problemas a serem resolvidos e o número de cristãos e de dispositivos de captura de imagens) seria comum milhares de registros fidedignos diários de obras cristãs sobrenaturais, as quais atrairiam altos investimentos das comunidades científica e médica, e de órgãos públicos como bombeiros e polícia, direcionados ao entendimento e aplicação desta capacidade cristã em prol do bem-estar coletivo. Entretanto a realidade é outra: Uma massa descomunal de cristãos e crentes das mais diversas religiões enferma e desesperada em busca da medicina e dos benefícios produzidos pela Ciência que costuma se opor às suas crenças.

A falta de cumprimento desta profecia e igrejas fraudando milagres para preencher esta lacuna, são evidências de que Jesus Cristo é um grande e lucrativo mito.

"Me parece uma desonestidade fundamental e uma traição à integridade intelectual ter uma crença porque ela é útil e não porque ela é verdadeira." Bertrand Russell

Ver também Por que Jesus Não Voltará (O Equívoco de Jesus)Profecias: Como São Produzidas e Estátua de Metais (O Sonho de Nabucodonosor).

10 comments:

  1. Ao longo da história o ser humano já cometeu diversas atrocidades em nome de credos, para justificá-los e impô-las a outras culturas ou grupos sociais. Mas não há atrocidade maior do que quando o esperto, o safo, se aproveita do poder de dominação que uma crença pode prover para enganar pessoas humildes e de pouca cultura. Estes, junto dos corruptos, são os piores tipos de criminosos de que sem têm notícia. Porque iludem o simples, de boa fé. Tiram dele o que ele não tem, usando de chantagem e ameaças.

    As consequências das ações desses espertalhões podem ter um efeito devastador sobre a pessoa e sobre a sociedade. São sociopatas e psicopatas na sua grande maioria, os quais não têm nenhuma empatia pelo próximo ou pela sociedade e duvido muito que tenham fé em alguma coisa que não seja material, como imóveis, jatinhos, automóveis, etc.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Corrigindo: ...e duvido muito que tenham adoração por alguma coisa que não seja material...

      Delete
    2. Warlei, vc está certo... o materialismo do ateu é no sentido filosófico, a maioria dos ateus não é apegado a bens materiais mas o materialismo crente é no sentido econômico... os miseráveis são atraídos pela ganãncia e deixam-se enganar por espertalhões que incutem nas cabeças deles que tem um deus primitivo que vai dar bens materiais pra eles convencendo-os de barganharem com esse deus imaginário através dos pastores... encontrei essa frase de Napoleão Bonaparte aqui no blog que mostra bem isso: "vivo cercado de sacerdotes que dizem que seu reino nao é desse mundo mas agarram tudo que podem."

      Delete
  2. Essa história de Jesus andando sobre as águas a dois mil anos muito bem representada pelo ilustrador francês Gustav Doré é o máximo do paradoxo. Hoje em dia se vê algo mais ou menos parecido, mas, no Sky aquático.

    A maioria desses líderes religiosos seja Edir Macedo, Valdomiro Santiago, RR Soares, Malafaia, Apostolo César Augusto, Estevam Hernandes & Sônia Hernandes e mais, busca fama, poder e riqueza numa manobra pessoal, vigarista e desonesta explorando, forjando milagres diante da fé dos incautos em troca de ilusões.

    A bíblia dá exemplos sobre a riqueza material não apenas de como é o céu com ruas forradas de ouro, pedras preciosas, diamantes, jaspes e outros minerais preciosos assim como cita a história do Rei Salomão o “homem mais rico que já existiu” premiado por Deus apenas porque pediu sabedoria e não bens para governar seu povo.
    E por ai já se conhece o conceito bíblico de valores que essas histórias refletem e influenciam nos seus seguidores que esperam a eternidade num lugar esplendoroso que é o céu, sendo que necessitam ter uma vida confortável e digna é aqui e agora enquanto estão vivos.
    O Islamismo, além do luxo ainda asseguram 80.000 servos, 72 virgens e uma ereção eterna a quem morrer em nome do seu Deus ou for justo. Será que após serem usadas elas voltarão a ser virgens ou serão descartadas?

    As pessoas ficam cegas pelo fanatismo, perdem a capacidade para discernir as fraudes dos líderes religiosos porque confiam que eles são enviados de Deus. Creem que dando o dízimo estão cumprindo uma ordem sagrada só que na bíblia o dízimo surgiu para ser oferecido em forma de mantimento para dar assistência aos órfãos, viúvas e aos pobres e não para acumular patrimônios.

    ReplyDelete
  3. Ótimo post, pena que isso dificilmente sensibiliza as maiores vítimas desse embuste.

    ReplyDelete
  4. Os milagres acontecem por causa da PALAVRA(Marcos 16:20) as obras são exatamente os milagres que Jesus realizava para confirmação da palavra. Em Marcos 16:17 Jesus diz claramente: ''Estes sinais acompanharão os que crerem: em meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas; pegarão em serpentes e se beberem algum veneno mortal,não lhes fará mal nenhum; imporão as mãos sobre os doentes, e estes ficarão curados''.Uns falam que precisa ter o dom mas isso é básico.Este é o Evangelho do Reino. Mas o milagre é pela fé, e fé não se aprende num curso de teologia. Paulo disse que a letra mata mas o espírito vivifica(2 Coríntios 3:6).Ora a fé vem pela palavra,mas não é a palavra do homem segundo sua própria sabedoria;é pela PALAVRA de Cristo(Romanos 10:17),pura, sem mácula,que nos é revelada pelo Espírito Santo(1 Coríntios 2:4-13).Em Efésios 3:17 diz que Cristo habita no nosso coração pela fé.Deus não olha para religião,cor do cabelo,diploma,etc.Ele olha para nossa fé,e também diz:aquele que me ama,guardará meus mandamentos e me MANIFESTAREI a ele(João 14:21).Quer deixar a Palavra de Cristo se manifestar a você? Leia 2Cronicas 7:14 em seguida compare com a parábola do semeador em Lucas 8:4-15 e você logo entenderá.(repare também na palavra ‘‘terra’’) Deus te abençoe.

    ReplyDelete
  5. Quando Cristo disse que seriam feitas obras maiores do que as dele, ele não estava se referindo aos milagres. Jesus sabia que esses dons cessariam no futuro. Houve uma mudança de um sistema de adoração do judaísmo p/ o cristianismo. Como se saberia que esse Cristianismo era realmente uma religião da parte de Deus?

    Hebreus 2:4 responde: "Deus também deu testemunho dela por meio de sinais, maravilhas, diversos milagres e dons do Espírito Santo distribuídos de acordo com a sua vontade."

    Eis a evidência convincente de que a congregação cristã, que era nova então, era realmente de Deus. Mas, uma vez provado isso plenamente, seria necessário provar vez após vez?

    1 Cor. 12:29, 30; 13:8, 13: “Será que todos são profetas? . . . Será que todos têm dons de curar? Será que todos falam em línguas? . . . O amor nunca falha. Mas, quer haja dons de profetizar, serão eliminados; quer haja línguas, cessarão . . . Agora, porém, permanecem a fé, a esperança, o amor, estes três; mas o maior destes é o amor.”

    Uma vez cumprido o seu objetivo, esses dons milagrosos cessariam. Mas as inestimáveis qualidades que são os frutos do espírito de Deus ainda se manifestariam na vida dos verdadeiros cristãos.

    Então a que se referem as "obras maiores" que Jesus disse que seus seguidores iriam fazer? A principal obra de Jesus era pregar o evangelho de Deus, as boas notícias do seu governo ou reino. Essa foi a principal função de Jesus nos 3 anos e meio do seu ministério.

    Jesus disse: 'E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo como testemunho a todas as nações, e então virá o fim." - Mateus 24:14

    Então essa seriam as obras maiores que seus verdadeiros discípulos iram fazer. Hoje em dia também isso se cumpre. As “boas novas do reino” estão sendo “pregadas em toda a terra habitada, em testemunho a todas as nações”. Isso muitas vezes não é feito “de modo impressionantemente observável” — de maneira tão óbvia que todas as pessoas na Terra a reconheçam como mensagem de Deus.

    Mas essa mensagem está sendo pregada em 239 países e terras, por mais de 8 milhões de seguidores de Cristo. Quem é o único povo organizado que você conhece que prega de casa em casa as boas notícias do reino de Deus assim como Jesus fazia?

    Então a profecia se cumpre sim. Só não é observada pela maioria das pessoas, pois estão em um sono espiritual profundo, assim como o Mestre avisou no capítulo 24 de Mateus, que nossos seriam iguais aos dia de Noé.

    ReplyDelete
  6. This comment has been removed by the author.

    ReplyDelete
  7. o amigo Daniel que disse que as obras maiores que a de Jesus seria pregar o evangelho a todo povo e nação, em que se baseia esse seu argumento?
    Percebo que cada cristão é uma religião diferente evidenciando uma interpretação conveniente particular e não uma busca honesta pela verdade.

    ReplyDelete

Pregações, palavras de baixo calão, ofensas pessoais, práticas de trollagem, rotulações e argumentos ad hominem serão excluídos.