Compartilhe esta página no Facebook

Compartilhe esta página no G+

Pesquisar no site

Contradições Bíblicas


O fato da Bíblia ter sido escrita por mais de 40 autores separados por continentes, costumes e séculos de distância, além de, ao longo do tempo, ter sofrido alterações por copistas, lhe acarretou contradições de opiniões e fatos que, embora não afetem sua mensagem central, a desqualificam como perfeita e divinamente inspirada. Segue algumas destas contradições:

17. O autor de Gênesis diz que Deus tentou a Abraão, Tiago se opõe a isso afirmando que Deus a ninguém tenta

E aconteceu, depois destas coisas, que tentou Deus a Abraão e disse-lhe Abraão! E ele disse Eis-me aqui (Gênesis 22:1).
Ninguém, sendo tentado, diga: De Deus sou tentado; porque Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta (Tiago 1.13).

16. Mateus e Lucas divergem acerca do nome do pai de José

E Jacó gerou a José, marido de Maria (Mateus 1:16).
Jesus começava a ser de quase trinta anos, sendo (como se cuidava) filho de José, e José de Eli (Lucas 3:23).

15. Mateus diz que o centurião falou diretamente com Jesus, Lucas contradiz afirmando que o centurião mandou outras pessoas em seu lugar

Entrando Jesus em Cafarnaum, chegou junto dele um centurião, rogando-lhe, e dizendo: Senhor, o meu criado jaz em casa, paralítico, e violentamente atormentado (Mateus 8:5-7).
Enviou-lhe o centurião uns amigos, dizendo-lhe: Senhor, não te incomodes, porque não sou digno de que entres debaixo do meu telhado. E por isso nem ainda me julguei digno de ir ter contigo; dize, porém, uma palavra, e o meu criado sarará. E voltando para casa os que foram enviados, acharam são o servo enfermo (Lucas 7:2-3,6-7).

14. 
Abiud e Resa não constam na lista de todos os filhos de Zorobabel em I Crônicas 3:19-20, mas Mateus e Lucas dizem que eles fazem parte da família

E Zorobabel gerou a Abiud (Mateus 1:13).
Resa de Zorobabel (Lucas 3:27).

13. 
Marcos diz que Jesus manda os discípulos usarem sandálias, Mateus afirma o contrário para a mesma ocasião

E ordenou-lhes que nada tomassem para o caminho, senão somente um bordão; nem alforje, nem pão, nem dinheiro no cinto; mas que calçassem sandálias (Marcos 6:8,9).
Não possuais ouro, nem prata, nem cobre, em vossos cintos, nem alforges para o caminho, nem duas túnicas, nem sandálias, nem bordões; porque digno é o operário do seu alimento (Mateus 10:9,10).

12. Jesus disse que Zacarias era filho de Baraquias, mas Zacarias era filho de Joiada

Para que sobre vós caia todo o sangue justo, que foi derramado sobre a terra, desde o sangue de Abel, o justo, até ao sangue de Zacarias, filho de Baraquias (Mateus 23:35).
Assim o rei Joás não se lembrou da beneficência que Joiada, pai de Zacarias, lhe fizera; porém matou-lhe o filho (II Crônicas 24:20-22).

11. Para Mateus a videira secou instantaneamente após a maldição de Jesus, já para Marcos a figueira secou somente no dia seguinte


Avistando uma figueira perto do caminho, dirigiu-se a ela, e não achou nela senão folhas. E disse-lhe: Nunca mais nasça fruto de ti! E a figueira secou imediatamente (Mateus 21:19).
Então lhe disse: "Ninguém mais coma de seu fruto". E os seus discípulos ouviram-no dizer isso. Ao cair da tarde, eles saíram da cidade. De manhã, ao passarem, viram a figueira seca desde as raízes. Lembrando-se Pedro, disse a Jesus: "Mestre! Vê! A figueira que amaldiçoaste secou!" (Marcos 11:14-15,19-21).

O curioso é que o motivo que levou Jesus a amaldiçoa-la foi o de não dar fruto fora da época.

10. Quem solicitou o censo de Israel, Deus ou Satanás? A Bíblia não se define quanto a isso


Então Satanás se levantou contra Israel, e incitou Davi a numerar a Israel. E disse Davi a Joabe e aos maiorais do povo: Ide, numerai a Israel (I Crônicas 21:1,2).
E a ira do Senhor se tornou a acender contra Israel; e incitou a Davi contra eles, dizendo: Vai, numera a Israel e a Judá. Disse, pois, o rei a Joabe, capitão do exército, o qual tinha consigo: Agora percorre todas as tribos de Israel, desde Dã até Berseba, e numera o povo (II Samuel 24:1,2).

Seriam as entidades bíblicas Jeová e Satanás um mesmo ser maligno fazendo um teatro para enganar a raça humana?

9. Divergência entre livros acerca do número de homens preparados para a mesma guerra


Joabe deu ao rei a soma do número do povo contado; e havia em Israel 800 mil homens de guerra, que arrancavam da espada; e os homens de Judá eram 500 mil homens (II Samuel 24:9).
Joabe deu a Davi a soma do número do povo; e era todo o Israel 1 milhão e 100 mil homens, dos que arrancavam da espada; e de Judá 470 mil homens (I Crônicas 21:5).

8. Davi foi o sétimo ou oitavo filho de Jessé?

E Jessé gerou a Eliabe, seu primogênito, e Abinadabe, o segundo, e Siméia, o terceiro. Natanael, o quarto, Radai, o quinto. Ozém, o sexto, Davi, o sétimo (I Crônicas 2:13-15).
Assim fez passar Jessé a seus sete filhos diante de Samuel; porém Samuel disse a Jessé: O Senhor não tem escolhido a estes. Disse mais Samuel a Jessé: Acabaram-se os moços? E disse: Ainda falta o menor, que está apascentando as ovelhas (I Samuel 16:10,11).

7. Qual o valor correto do terreno e bois que Davi comprou?

Davi comprou a eira e os bois por 50 siclos de prata (II Samuel 24:24).
Davi deu a Ornã, por aquele lugar, o peso de 600 siclos de ouro (I Crônicas 21:25).

6. Josias foi levado morto ou veio a falecer em Jerusalém? A Bíblia aceita a contradição

Nos seus dias subiu Faraó Neco, rei do Egito, contra o rei da Assíria, ao rio Eufrates; e o rei Josias lhe foi ao encontro; e, vendo-o ele, o matou em Megido. E seus servos, num carro, o levaram morto, de Megido, e o trouxeram a Jerusalém (II Reis 23:29-30).
E os flecheiros atiraram contra o rei Josias. Então o rei disse a seus servos: Tirai-me daqui, porque estou gravemente ferido. E seus servos o tiraram do carro, e o levaram no segundo carro que tinha, e o trouxeram a Jerusalém; e morreu (II Crônicas 35:23, 24).

5. Deus proíbe o falso testemunho, mas induz à mentira

Não dirás falso testemunho contra o teu próximo (Êxodo 20:16).
Agora, pois, eis que o Senhor pôs o espírito de mentira na boca de todos estes teus profetas, e o Senhor falou o mal contra ti (I Reis 22:23).

4. Arão morreu no monte Hor ou em Moserá?

Arão, o sacerdote, subiu ao monte Hor, conforme ao mandado do Senhor; e morreu ali (Números 33:38).
Virei-me, e desci do monte, e pus as tábuas na arca que fizera; e ali estão, como o Senhor me ordenou. E partiram os filhos de Israel de Beerote-Bene-Jaacã a Moserá; ali faleceu Arão (Deuteronômio 10:6-7).

3. A Bíblia afirma que a cidade de Ai havia sido destruída para sempre ao comando de Josué, mas reaparece no tempo de Neemias

Queimou, pois, Josué a Ai e a tornou num montão perpétuo (Josué 8:28).
Os homens de Betel e Ai, cento e vinte e três (Neemias 7:32).

2. Os amalequitas foram exterminados em 3 eventos distintos

Então disse Saul a Samuel: Antes dei ouvidos à voz do Senhor, e caminhei no caminho pelo qual o Senhor me enviou; e trouxe a Agague, rei de Amaleque, e os amalequitas destruí totalmente (I Samuel 15:7-8,20).
E subia Davi com os seus homens, e davam sobre os gesuritas, e os gersitas, e os amalequitas (...) e Davi não deixava com vida nem a homem nem a mulher (I Samuel 27:8-9).
Feriram o restante dos que escaparam dos amalequitas, e habitaram ali até o dia de hoje (I Crônicas 4:42-43).

1. Três versões para a morte de Saul

Saul cometeu suicídio: Saul tomou a espada, e se lançou sobre ela. Vendo, pois, o seu pajem de armas que Saul já era morto, também ele se lançou sobre a sua espada, e morreu com ele (I Samuel 31:4-6) (I Crônicas 10:4-5).
Saul foi morto por um amalequita: Eu lhe disse: Sou amalequita. Então ele me disse: Peço-te, arremessa-te sobre mim, e mata-me, porque angústias me têm cercado, pois toda a minha vida está ainda em mim. Arremessei-me, pois, sobre ele, e o matei (II Samuel 1:8-10).
Saul foi morto pelos filisteus: Então foi Davi, e tomou os ossos de Saul, e os ossos de Jônatas seu filho, dos moradores de Jabes-Gileade, os quais os furtaram da rua de Bete-Sã, onde os filisteus os tinham pendurado, quando feriram a Saul em Gilboa (II Samuel 21:12).

Outro fato curioso: Se Saul exterminou os amalequitas (ver contradição 2), como pôde ser morto por um deles?

"Li a Bíblia de capa a capa. Chamar aquele livro de 'a palavra de Deus' é um insulto a Deus. Chamar aquele livro de um guia moral é uma afronta à decência e dignidade dos povos. Chamá-lo de guia para a vida é fazer uma piada de nossa existência. E pretender que ela seja a verdade absoluta é ridicularizar e subestimar o intelecto humano." Nietzsche

Ver também Ciência na Bíblia, Antagonismo Entre Religião e CiênciaAlgumas Questões Para os Cristãos.

17 comments:

  1. A bíblia segundo os crentes foi escrita por homens escolhidos e guiados pela mão do Espírito Santo sendo chamado também de Palavra Sagrada, porém, quando examinada por pessoas céticas e livres de qualquer influência mística, passam a perceber as contradições geradas pela ganância e excesso de informações que os fizeram misturar fatos e lendas com inúmeras traduções que passam de 2.400 línguas sendo o livro mais lido no mundo.
    A maioria dos livros do Velho Testamento foi escrita originalmente em hebraico, alguns trechos em aramaico e parece-me que no Egito também com tradução em grego no século III antes de Cristo sendo que os 5 primeiros livros, o Pentateuco adotado pelos Judeus conforme está escrito, foram registrados por Moisés depois de morto.
    Realmente existe muita incompatibilidade nas narrações dos fatos.
    Com o decorrer dos milênios de acordo com as circunstâncias, regras morais e conveniências foram sendo modificadas e ajustadas a cada compilação, daí a imprecisão dos dados.
    Hoje a gente vê que existem várias adaptações da bíblia, com diferenças para os católicos e protestantes como na demais ramificações do criacionismo e cada qual confirma que a sua forma de prática religiosa é melhor e a mais verdadeira.

    Um abraço.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Pobres crentes, pobres argumentações místicas e dogmáticas de pessoas que não falam por si, já tão despersonalizados que são. Pobre cegueira que o instinto primitivo da religiosidade ainda os prende e não permite serem livres para assumir seus próprios erros e acertos sem que seja necessário atribuí-los a um Ser Maior que eles, subestimando a sua própria capacidade intelectual.


      Delete
    2. Caçador de asnos7:53 PM

      Professora, não esquente não, esse é o tratamento que os professores recebem nessa nação onde o professor é mal remunerado tamanha responsabilidade que tem. Gente assim que lhe ofende de graça deve ter estudado no horário intermediário, sem merenda escolar e um aproveitamento abaixo da média. Depois votam nos políticos que os tornaram bois e, por pura ignorância, culpam aqueles que tentaram, em condições precárias, passar com suor e lágrimas informações valiosas para a vida. Agora aí estão massificados pelo abandono do poder público e alienados pelos espertalhões religiosos.
      Mas não se preocupe! Eu, o Caçador de asnos (Donkey Hunter!), estou aqui pra aniquilar esses dementes!!!!! kkkkkk

      Delete
    3. Ana Júdice,

      É lamentável que alguém seja tão ofensivo por conta de não saber lidar com o contraditório. Por não saber ou estar pronto a aceitar outro ponto de vista. Saiba que sou solidário e compartilho da sua opinião.

      Eu me preocupo em ter meus filhos criados em um mundo onde o fanatismo e a intolêrancia gerada por doutrinações religiosas e ideológicas, impeçam as pessoas de entender o ponto mais essencial do convívio social, que é o fato de as pessoas não serem iguais e não pensarem da mesma forma. Estas mesmas pessoas aprendem a falar palavras como "ad hominem", "adjetivações" (todos crentes usam, deve estar em algum manual), mas só lhes convém usar estas impolutas palavras, que diga-se de passagem costumam usar sem a devida propriedade, quando uma opinião contrária lhes constrange.

      Ao debatedor não identificado, garanto que não é do feitio da Ana Júdice debater com tamanha agressividade e intolerância quanto a sua. Portanto não vejo motivo para a sua ira violenta. De sua parte o mérito também não foi posto em questão, pois você não foi capaz de adicionar nada ao debate a não ser a ira religiosa de alguém que visivelmente não é capaz de entender ou aceitar que outros não pensem como você. Entendo ela somente quis corroborar as contradições explicitadas pelo autor, acrescentando observações com base em informações históricas. Mas atente para o fato de que estou falando de história, historiologia, e não de estória.

      Quer contra argumentar e propor um debate? Então demostre de forma lógica e objetiva o seu ponto de vista. Aponte de forma inequívoca que o seu livro sagrado, no caso a Bíblia, não seja contraditório. Convido a faze-lo com sincera isenção se for capaz. E se estiver realmente interessado em conhecer e ponderar sobre um ponto de vista diferente do seu, com boa vontade e disposição, convido-o a ler este e outros artigos na íntegra e refletir sobre eles antes de exibir sua indignação religiosa. Até porque alguma indignação já é esperada da parte de quem carece de argumentos mas, repito, não acrescenta nada ao debate.

      Em conclusão, posso lhe garantir também que ninguém tem "raivinha" ou ódio por estas paragens. No que me concerne, fanatismo e ódio não são compatíveis com lógica e razão e sim com fervorosidade religiosa e cega. Eu pessoalmente posso garantir que sou muito bem humorado e extremamente sociável. Vivo de bem com a vida e com todos a minha volta. Ao ponto de ouvir de amigos religiosos - quando afirmo que não sou - exclamações do tipo: "Não acredito que você seja ateu! Você é um sujeito tão humano, tão bacana!". Costumo tomar integralmente como elogio e até achar graça quando ouço isso. Porque na verdade, o fato triste é que infelizmente existem outras pessoas, que se dizem religiosas e acham que isso seja um selo de garantia de bom caratismo, honestidade, generosidade, humaninade, tolerância, etc. Mas não é dificil constatar o contrário todos dias, em todos os lugares, até mesmo em um blog.

      Fico por aqui!

      Delete
    4. Warley
      Obrigada pela intervenção. Eu estava viajando, por isso só agora posso escrever alguma coisa.
      Não me senti ofendida em nenhum momento com os comentários opostos, aliás, até sou muito tolerante com pessoas de pouca visão digo isso de forma literal.
      Há muito tempo deixei de ser criança, levo minha vida muito a sério e por isso não creio em "casos inventados", sem concordância nas lógicas, aliás, para histórias inventadas não se dá crédito a não ser pelo gosto por livros de ficção, ai eu respeito até que eu note que a alienação tomou conta e confundiu suas mentes deixando-os fora da realidade. Apenas me afasto porque não tenho vocação para o convencimento mesmo porque hoje o fanatismo religioso está sendo estudado como um distúrbio mental. Só fico observando o quanto são criativos na tentativa de nos catequizar principalmente diante de um livro aberto, mas, para mim são palavras sem eco.
      Minha posição é resultado de muitas reflexões, indagações pessoais e não tive nenhuma influência externa para me desvencilhar das amarras da imposição religiosa tradicionalmente imposta por minha família que também recebeu através de gerações passadas.
      Não vou discutir questões culturais enraizadas com quem não consegue conter seu lado passional, pois agem movidos por paixões que os impede de tomar posições neutras. Tenho preguiça e total desinteresse em sustentar discussões por quem age motivado por entidades extraterrenas e sobrenaturais e por isso são tão contraditórios como os livros da bíblia que eles leem.
      Não peço orações para eles, mas, torço para que acordem desse sonho de ilusões, crenças, superstições, mitos, heróis, céu, inferno e tudo mais que a imaginação do homem criou sem nexo.
      Bye

      Delete
    5. Warley ... Estarei postando todas as resoluções das possíveis "contradições" que por mim também pareciam ser....

      Algumas eu notei que foi uma falta de interpretação da Dona Ana Júdite [Professora (talvez não de português)] .

      Ao final do tópico caso te interesse poderás encontrá-las.

      Até então acredito eu que a bíblia não se contradiz !! A Mesma é sim a Palavra de Deus e Deus Existe sim... Uma pena que os que criticam ao menos nem tentaram dá um voto de confiança a Deus e se entregar nas mãos dEle e por não nunca ter uma experiência com o Espirito Santo acreditam que o mesmo não exista !!

      Delete
    6. Prezado Darlyson,

      Embora você tenha mencionado meu nome, esclareço que:

      1 - Não sou o autor do artigo e sim o Alexandre;
      2 - Fiz uma intervenção em favor da Ana apenas porque ela foi covarde e gratuitamente atacada por um troll cristão que frequenta estas paragens;
      3 - Pelo que já sei, tanto eu quando a Ana e o Alexandre já fomos cristãos e conhecemos razoavelmente bem a Bíblia.

      Dito isto, esclareço que a partir do momento em que eu compreendi melhor as coisas, a Bíblia passou a ser um livro de ficção como outro qualquer (muito mal escrito por sinal). Sendo assim, não me apraz sequer ficar discutindo visões subjetivas de pontos daquele livro. O Alexandre o faz, e de forma bem objetiva para chamar a atenção dos crentes para as contradições. Evitando o contorcionismo da hermenêutica apologética é claro!

      Creio que sem usar este recurso, se analisarmos a Bíblia de forma objetiva, fica claro que se trata de um livro de ficção e muito mal escrito, repito. Um remendo de contos e mitos anteriores adaptados e revisados ao longo da história, desde a Idade do Bronze, por diferentes pessoas ou grupos e com diferentes interesses ou motivações. Isso é o que a História - o conhecimento formal - nos revela de forma inequívoca.

      Espero ter esclarecido este ponto.

      Saudações!

      Delete
    7. Boa Tarde Warlei Alves,

      Sei que você não teve nada a ver com o tópico aqui postado, mas por ler todos os comentários aqui nesse debate, encontrei o seu que falava para o cidadão suponho que cristão "anônimo" a seguinte frase: "Quer contra argumentar e propor um debate? Então demonstre de forma lógica e objetiva o seu ponto de vista”. Deduzi então que você tivesse interesse pelo mesmo. Peço desculpas se incomodei-o.

      Só não entendo como um homem até então no meu ponto de vista "culto" como você, pretende ficar com uma opinião sobre determinado livro pra sempre... Talvez já tenha buscado muita informação sobre o mesmo... Digo isso porque mesmo eu sendo Cristão o crendo que a bíblia é a palavra de Deus; quando eu acho alguma contradição ainda desconhecimento por mim vou atrás de saná-la para que não me venha a dúvida no coração se ele é realmente a palavra de Deus.
      Então Warlei Alves caso não queira ver as resoluções das possíveis "contradições" citadas por Alexandre segundo você me informou, tudo bem, mas se você poder ler não por interesse seu, mas por aceitar um pedido meu eu serei grato.

      Pra ver se ao menos você discordará das resoluções postadas até o devido momento.

      OBS: As maioria das resoluções postadas não foram minhas, foram extraídas de um livro chamado "Manual Popular de Dúvidas, Enigmas e Contradições Bíblicas".

      Tenho uma ótima Tarde Todos.

      Warlei Alves, sei que é difícil meu irmão depois de tantas coisas erradas que vemos nas maiorias das igrejas... isso nos desanima bastante... As vezes não damos lugar para Deus agir em nós, mas fico triste em saber que você e outras pessoas já foram cristãs e hoje não é mais, estou fazendo algo que pelo menos para mim acho importante. Se poder ler serei grato mesmo.

      Delete
    8. Caro Darlyson, suas manifestações são bem-vindas. Gostaria apenas de lembra-lo acerca de nossas regras de moderação contidas em "leia-me antes de comentar". Obrigado!

      Delete
    9. Li... tentarei ser o mais objetivo possível... Obrigado por eu participar do blog... e caso eu tenho ofendido alguém, peço desculpas, pois tentarei fazer o mesmo não se repetir !!

      Alexandre Alex se poder ler as resoluções e por teu ponto de vista sobre elas eu serei grato !!

      Tenha um ótimo dia

      Delete
    10. Prezado Darlyson,

      Muitas vezes corro o risco de ser mal interpretado em vista da minha objetividade e franqueza, portanto, fico feliz que você tenha me entendido bem.

      Mas perceba que, mesmo quando digo que não estou interessado no debate pontual da Bíblia, não pretendo negar que um debate como este seja uma ferramenta muito útil para provocar uma reflexão mais detida sobre aquele livro. Fico feliz em saber que você busca respostas e, se me permite um conselho, faça esta busca com isenção.

      É muito comum a doutrina cristã ditar que todas as respostas estão na Bíblia. Mas o fato é que esta não é a verdade, as repostas, de fato, estão fora dela. Embora eu acredite que se você fizer uma leitura crítica e isenta, você, com o tempo, perceberá por conta própria o que estou a lhe dizer.

      Abraço!

      Delete
  2. Quem conseguir demonstrar uma única contradição na Bíblia ficará para sempre mundialmente famoso – mais famoso do que Sócrates, Platão ou Aristóteles. Será, com certeza, um autor estudado em universidades do mundo inteiro. Ser-lhe-ão erguidas estátuas, em reconhecimento de tal façanha intelectual. Até hoje, no entanto, ninguém conseguiu alcançar tal glória e fama.

    Há realmente pessoas que gostam que lhes digam coisas que elas querem ouvir, inclusive gostam que se lhes diga que a Bíblia está cheia de contradições. Por outro lado, há pessoas que gostam de dizer o que outras pessoas querem ouvir, inclusive gostam de dizer que a Bíblia tem contradições. Porém, nenhum filósofo, nenhum lógico, nenhum matemático, nenhum teólogo, nenhum cientista ou qualquer outra pessoa, no passado ou no presente, jamais encontrou uma única contradição nas páginas da Bíblia. Por exemplo, Isaac Newton, um dos maiores cientista de todos os tempos, era um profundo investigador da Bíblia e seus manuscritos. Descobriu algumas falsificações de manuscritos e descobriu que o dogma da Trindade contradiz o que a Bíblia ensina. Porém, nunca descobriu nenhuma contradição na Bíblia.

    É certo que tem havido alegações de que a Bíblia contém contradições. Algumas dessas alegadas contradições são apresentadas no curioso site The Skeptic’s Annotated Bible — cuja versão em língua portuguesa é a Bíblia do Cético Comentada — onde os autores fervorosamente defendem e pregam a doutrina do Dogma de que a Bíblia tem Contradições ou Dogma das Contradições da Bíblia (tal como outros defendem e pregam, por exemplo, o Dogma da Santíssima Trindade, ou o Dogma da Imortalidade da Alma — doutrina, aliás, falsa e verdadeiramente nefasta, responsável, em grande medida, pela inquisição, pelo medo infundido nas pessoas humildes, pela exploração económica dos desfavorecidos, pelo atual terrorismo, e por inúmeros suicídios e homicídios de famílias inteiras). Porém, submetidas essas alegadas contradições da Bíblia à análise científica proporcionada pela maquinaria pesada da Semântica, da Sintaxe, da Pragmática e da Lógica, verifica-se que nenhuma dessas «contradições» da Bíblia é genuína. Todas elas são fabricadas pelo intérprete, pelo tradutor ou por ambos, através de uma operação ou manobra de acréscimo de texto que não consta no texto da própria Bíblia, ou através da omissão e da eliminação de texto que consta da própria Bíblia.
    (Continua em http://contradicoesdabiblia.com/)

    ReplyDelete
  3. Bom texto. A bíblia é também o livro mais repleto de erros, falácias e absurdos, realmente só tendo muita fé pra acreditar que foi uma divindade máxima quem inspirou os homens, o Deus ali retratado é 100% humano, possui todas as características de um homem, porém de um homem bárbaro e vingativo.

    ReplyDelete
  4. This comment has been removed by the author.

    ReplyDelete
  5. Peço licença para divulgar meu livro: QUIMERA

    Links para aquisição: Clube de Autores ou Bookess

    ReplyDelete
  6. Criou-se essa expectativa, mistica, de que Deus "fala" através das Escrituras. É um peso que puseram muito grande sobre apenas um compendio de livros e cartas e historias, depoimentos, que tem como objetivo, no final, revelar que houve uma revelação no passado, de um Deus que buscou o homem, que o ama, e o acompanha a milenios, tentando se "reconectar" ao mesmo. Deve estar mesmo, cheio de erros até porque os cristãos reconhecem que os escritores não estavam "possessos" de Deus, "incorporados" no Espirito Santo, e que não "psicografaram" o texto bíblico. Cada um deu sua contribuição, em seu tempo, cultura, emoção e momento. Só isso. Deus na verdade pode falar do jeito que quiser, inclusive através de algum texto da bíblia também! Lembro também que a bíblia tal como a temos, não é "sagrada", isso foi um endeusamento, uma sacralização exacerbada feita pela Igreja Romana, sobre O Livro Santo, que narra, não somente coisas sublimes como também sacanagens, prostituições em detalhes, etc.... cenas nada sagradas....kkkk. A bíblia enquanto compendio, contem a palavra de Deus, também, mas tem palavras que são do Diabo pois temos satanás falando inúmeras vezes. Temos textos inteiros lindos que foram tidos pelo próprio Deus, como não tendo inspiração divina (as palavras de Elifaz e outros amigos de Jó). Vamos ler com o espirito mas tb com a mente povo de Deus!!!!

    ReplyDelete
  7. A lista de "contradições" aqui apresentada começa desde logo com um argumento que ridiculariza o autor da mesma. Parece-me que o autor além de conhecer mal a Bíblia, conhece ainda menos a língua portuguesa. Explico: a palavra "tentar" tem como sinónimo a palavra "provar". Se o autor analisasse bem o contexto Bíblico evitaria cair no ridiculo e saberia que Deus não tentou Abraão no sentido que erradamente (ou intencionalmente) entendeu, mas no sentido de pôr à prova.

    ReplyDelete

Pregações, palavras de baixo calão, ofensas pessoais, práticas de trollagem, rotulações e argumentos ad hominem serão excluídos.